PESQUISAR ESTE BLOG

31 de agosto de 2008

TENTANDO ME ENGANAR?

Sexta passada acordei inspirado. E feliz até. Escrevi aqui neste humilde espaço uma estória, sobre um policial em mais um dia de trabalho. Tive esta idéia não só para preencher meu ego mas também para ver que poderia facilmente ser assim. Seria tudo tão mais fácil. Sem política. Sem militarismo. Pretendo avançar nesta estorinha, por parei na hora do almoço do personagem. Mas de alguma forma, o momento de inspiração evaporou-se. Isso é muito chato. Porque não sei quantas vezes mais terei que me deparar com colega de trabalho morto. Isso é muito ruim.

Sendo bem realista, vejo que realmente estamos em uma fila que não pára de andar. E é claro que não queremos ser o próximo. Mas em uma fila que anda, e muito depressa por sinal, é fatídico o momento desta chegada. Um horripilante pensamento. Não quero morrer agora. Mas alguém poderia dizer: "você está na PM porque quer! Saia!" Isso é verdade. Não estou acorrentado a ela, embora alguns possam imaginar. Mas não estou. E olha que a vontade de dar baixa me passa umas duas ou três vezes por dia. Ora bolas, mas morrer todo mundo vai. Fato. Contudo bom mesmo é morrer quando velho, depois de formar uma família, ter filhos e tudo mais. Viver. Viver antes de morrer. E é exatamente isso que me preocupa bastante. Na PM, não vivemos! Não na PMERJ. Então, se porventura morrermos, tudo acaba sem proveito algum. Isso não é justo.

Por isso queremos mudanças. Para que antes de morrer, tenhamos pelo menos uma vida digna. Isso é o mínimo. Não estamos aqui, perdendo nosso tempo pensam alguns, escrevendo nossos desabafos em nossos blogs à toa. É o que podemos fazer, pois é um direito constitucional. É o princípio da liberdade humana. O fato de eu ser um militar não deve impedir meu direito ao livre pensamento. O pensamento não machuca ninguém. Lê isso aqui quem quiser. Por isso falo o que quero e quando eu quero. Pelo menos aqui neste espaço. Isso incomoda alguns, é claro, pois aqui podemos falar e expor a realidade nua e crua, em todos os aspectos. FORA DITADURA!

E o que exigimos é somente o respeito. À minha pessoa, ao meu ser. Quero e exijo ser respeitado. Se o governador está interessado em ficar viajando pelo mundo afora enquanto o circo pega fogo não é problema meu, pois eu não votei nele. Que viaje mesmo. Eu não pago a viagem dele. Quem paga é o contribuinte. Portanto, é só votar consciente na próxima vez.

Desrespeito do oficial ao praça: não estou nem aí. Já falei isso aqui e torno a repetir: quando morrermos, deitaremos em um mesmo caixão. Pode ser oficial, praça, não interessa. O que interessa de verdade é o que fomos em vida. O que fizemos em vida. Como seremos lembrados em vida. Eu tenho certeza que serei bem lembrado. Faço de tudo para ajudar os outros. Estou sempre dando sorriso. Mesmo estando cheio de problemas. Estou sempre disposto à ajudar. E não é por causa de militarismo não. E tampouco foi a PMERJ que me ensinou. Foram meus pais que me ensinaram a ser o que sou hoje.

E não estou tentando me enganar. Sei que a Polícia Militar é um sorvete. E que está derretendo depressa. Ninguém faz nada para mudar por quê? Porque não é interessante ora bolas! Se fosse já teria mudado. Poxa, eu sou um soldado. Em um ambiente militar e altamente hostil. Dentro da corporação sou maltratado por ser soldado. Fora, sou maltratado por ser policial militar. Ganho pouco, não tenho carro, ando mal vestido. Não tenho vergonha. Não sei roubar. Bem, por que continuar então? Sou soldado mas não sou burro. É usá-la como trampolim. Como todo policial novo que ingressa na instiuição. É agarrar alguma coisa enquanto outra não aparece. E olha que estamos falando de Segurança Pública! Dever do Estado e obrigação de todos. Não é a padaria do Seu Joaquim da esquina não! É um emprego público, na capital cultural do planeta. E eu penso em usá-la como trampolim.

Bem, não tenham pena de mim. Tenham pena daqueles lá de cima. Que se escondem atrás de suas estrelas e não tem vergonha na cara suficiente para lutar por sua Instiuição. Não são todos. Mas sim aqueles que têm o poder na mão e nada fazem. Para estes sim, a minha ríspida e obrigada continência. Para o resto, minha honrada continência e uma boa semana.

29 de agosto de 2008

NEM TUDO É PERFEITO AQUI

O relógio marca 07h50min. Estou um pouco em cima da hora para mais uma jornada de trabalho. Entro no pátio da unidade, com meu carro ainda sem placa que acabei de comprar. Normal. O pátio parece até uma agência de carros de tanto carro novo estacionado. Aceno com a mão um bom dia para um amigo meu, que passa um pouco distante de mim. Vejo-o conversando com um capitão e parecem estarem marcando algum churrasco ou algo parecido. Saio do carro. Aproximo-me dos dois e dou um bom dia e apertamos as mãos. E confirmo o que eu até então suspeitava. Sou convidado de imediato. Mas claro, tenho que deixar a minha parte no churrasco. Abro a carteira e meu amigo puxa umas das notas de 50 reais. Apresso-me, pois ainda não passei o cartão de ponto. Adentro pelo corredor principal. Atravesso em frente à porta do gabinete da chefia - Ele não pode me ver. Não por estar atrasado. Mas porque se ele me ver, será mais uns 10 minutos de conversa. O chefe conhece praticamente todos pelo nome. E olha que na minha unidade existem mais de 1100 policiais, distribuídos em quatro turnos de 8x72. Isso porque ele já possui quase 27 anos de serviço e como todos nós começamos carreira aqui como agente nível 6, que é o primeiro cargo policial após 2 anos na Academia de Polícia do Território Fluminense, A APTF, que no ano passado foi considerada a academia de polícia com a melhor infra-estrutura das Américas. Neste caso, preciso me ajustar melhor aos horários, pois posso perder pontos para minha promoção!


Finalmente passo o cartão e bato o ponto. Como não trabalho mais na ostensividade, não uso uniforme. Só se eu desejar. Então, automaticamente já estou de serviço. Meu nível é Inspetor II, com quase 13 anos de serviço. E aqui todos têm nível superior voltado para a área jurídica com ênfase em segurança pública. Nossos chefes e diretores gerais possuem Doutorado, que é requisito obrigatório para o exercício da função. E tudo mediante concurso interno! Nada de indicação política. E claro, toda a experiência acumulada na trajetória como policial. Não é possível, por exemplo, entrar na instituição como Inspetor. Todos sem exceção começaram lá de baixo.


Seguindo em frente avanço até o meu escritório, para ver quais ocorrências estão em andamento. Está tudo ali, em um programa de computador específico e feito somente para a polícia. Tudo via satélite e em tempo real. É possível saber de tudo, inclusive, quais vtr´s estão em almoço, já que não é necessário pedir autorização para tal. Claro, isso é coisa do passado. Pedir autorização para comer? Nem me lembro se isso existiu. E só para falar um pouquinho em operacionalidade, cito que nossas vtr´s estão interligadas entre si, possibilitando um cerco praticamente infalível. Cada viatura sabe onde a outra está. Elas comunicam entre elas mesmas de forma praticamente instantânea, sem o auxilio do rádio, com seus GPS´s integrados. Entro no sistema e envio um bom dia a todos via mensagem de texto. E essa parafernália toda serve para monitoração no caso de auxílio ao policial. Pois o policial mais experiente da viatura é responsável por tudo e tem poder para tomar qualquer tipo de decisão. Eu não preciso autorizar nada. Se o policial julgou necessário, ele sabe o que está fazendo. Afinal de contas, estou aqui no ar-condicionado e com a mente fresquinha. O policial que está na rua ante a ocorrência decide muito melhor do que eu. Até ofereço ajuda via sistema, deslocando mais viaturas para o local da ocorrência. Mas o policial não pode ficar desamparado nunca. Já trabalhei na ostensividade e sei que é lá que está o perigo.


E já são quase 10 da manhã. Nem vejo o tempo passar. Amo minha profissão. Acho que vou para a rua um pouco. Olho para o pátio, no lugar onde ficam estacionadas as vtr´s e vejo que a minha não está lá. E antes de pegar o telefone e ligar para o despachante de viaturas, vejo um recado, colado ao meu telefone. É do meu chefe, percebo logo, pelo garrancho. Ainda vou presenteá-lo com um caderno de caligrafia. No seu recado diz: “Caro Policial, sua vtr está estacionada no pátio de carros de passeio. O pátio das vtr´s está sujo de óleo e será lavado.” Nem tudo é perfeito aqui. Bem. Então é isso. Vou almoçar e já volto!

26 de agosto de 2008

CONCURSO PÚBLICO - 500 VAGAS PCERJ (INSPETOR)

Uma boa oportunidade para quem tem nível superior e deseja continuar na profissão de policial, é a de Inspetor da Polícia Civil. O salário não é um dos melhores, se comparado com outros concursos de nível superior (R$1.084,00).

Portanto, se você é policial militar da PMERJ e tem 3º grau completo, não pode deixar esta oportunidade passar. A Polícia Civil, anos-luz à frente da Polícia Militar, no tocante a administração, regulamento, ambiente de trabalho e muitos outros benefícios, tornam a profissão bastante atraente. Principalmente se você for soldado da PMERJ, que ganha míseros 850,oo e sofre com uma instituição poluída pela política corrupta, imunda e degradante.

O edital está para ser publicado hoje no DOERJ. As inscrições poderão ser feitas no site da FGV (http://concurso.fgv.br) à partir de amanhã. Quem não tem internet em casa também poderá se inscrever na Academia de Polícia Civil (Rua Frei CAnceca, 162 - Centro) e no Colégio Estadual Amaro Cavalcanti (Lgo do Machado, 20)

Fiquem atentos! E boa sorte!!!

FORÇA, HONRA, FÉ!

17 de agosto de 2008

NÃO FAÇA ISSO CANDIDATO....

CANDIDATO A PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO E DEPUTADO FEDERAL EDUARDO PAES JOGANDO FORA UNS 3 MILHOES DE VOTOS...

O CARGO É PARA O MUNÍCIPIO PORÉM, ATUA E DEVE ATUAR EM CONJUNTO COM O GOVERNO ESTADUAL. SERVIÇOS MUNICIPAIS BEM GERIDOS SÓ TENDEM A BENEFICIAR A NOSSA CAPITAL, DESAFOGANDO SERVIÇOS ESTADUAIS.

CONTUDO, SIGA UM CONSELHO:
NÃO SE ALIE À ESTE CARRASCO NOBRE CANDIDATO... NÃO FAÇA ISSO...

"ALGUÉM AÍ" QUER ME FAZER O FAVOR DE SALVAR A PMERJ?

SALVEM A PMERJ!!!!!


12 de agosto de 2008

8% DE AUMENTO PARA POLICIAIS MILITARES CONCEDIDO

Mas....8%? Não seria 20% em 5x? Ou 21% em 3x? Bem, de qualquer maneira, fomos traídos novamente. Porque o Governador não age de forma clara? Porque ele não joga limpo?

Esta notícia (que deveria ser de felicidade, mas sempre nos causa indignação) acaba de ser veiculada pelo fanfarrão do Wagner Montes. E em poucos instantes sairá em nota oficial.

Então....

AMANHÃ
CONCENTRAÇÃO ÀS 10:00 NO LARGO DO MACHADO
MARCHA ATÉ O PALÁCIO GUANABARA
MELHORES SALÁRIOS
MELHORES CONDIÇOES DE SERVIÇO
CUSP NELES!


11 de agosto de 2008

O RIO DE JANEIRO É A CAPITAL MUNDIAL DA CORRUPÇÃO...

...E que seja assim, pensa e imagina o nosso chefe de Estado o governador Sérgio Cabral Filho.

Eu já falei isso aqui antes, mas não custa nada reforçar. É mais do que óbvio. Jamais haverá força policial ostensiva bem remunerada neste Rio de Janeiro, pelo menos enquanto houver este estado caótico em que se encontra o solo fluminense. E não é só o solo, mas também o ar e a água. Está tudo contaminado.

O poder que o tráfico impõe sobre o Estado é inimaginável em um lugar que se auto-intitula capital cultural do planeta. Como pode ser capital cultural de alguma coisa, se nem o dever básico o governo consegue cumprir? Uma piada mesmo. Só ele não percebe tal coisa.

Volto a repetir: caso a polícia resolvesse trabalhar honestamente e com vontade de uma hora para outra, o Rio de Janeiro colapsaria em menos de 72 horas! Eu registro isso em cartório e ponho minha cabeça a prêmio se isso não for verdade. É muito vagabundo e desocupado. Muito ladrão e político corrupto. Muito marginal e traficante. É muito de ruim de tudo. A corja se prolifera na dita casta fluminense, onde chefes e líderes se vendem por um punhado de reais. Aliás, esses são os maiores líderes e marginais.

Covardes e omissos. Pagarão caro. Por este ar que respiro, verei os "chefes" de tudo isso agonizarem. Pagarão caro. E sentirão um nojo tão profundo de si mesmos que desejarão a morte imediata e lenta. Eu simplesmente não consigo entender como um ser eleito pelo povo e para o povo, pode trair assim tão facilmente, uma população de indigentes.

Cabeça muito fraca com certeza. Corrompido pelo poder. Lembro quando foi deputado. Tinha humildade. Ou pelo menos disfarçava bem, como outros que conheço. Pelo menos poderia continuar interpretando o bonzinho, como muitos fazem pelas ruas em tempos de campanha eleitoral. No corpo-a-corpo, chegam a se lavar com água e sal de tanto nojo das pessoas que abraçam nas ruas. Eu sei disso e afirmo que é verdade, pois já trabalhei com alguns. É horrível.

Nesta capital cultural temos de tudo. Menos a cultura que é lançada neste jargão. Pelos menos não nós, classe trabalhadora sofrida e maltratada. Pobres de nós, devem pensar eles.

Mas aqui fica um recado: aquele que alcança o alto pelos degraus dos menos favorecidos, conquistará a admiração das mais altas patentes do inferno.

SALVEM A PMERJ (Se ainda houver tempo...)

10 de agosto de 2008

FELIZ DIA DOS PAIS

FELIZ DIA DOS PAIS!
À TODOS OS POLICIAIS MILITARES HONESTOS!

AO SENHOR, EXCELENTÍSSIMO SR. GOVERNADOR SÉRGIO CABRAL FILHO;
AO SENHOR, CMT GERAL CEL PM GILSON PITTA LOPES;
À TODA CÚPULA DA PM E SEUS OFICIAIS DE ALTO ESCALÃO DA PMERJ;

Quanto ao meu pai eu ainda não tive coragem de dar um Feliz Dia dos Pais. Não tenho coragem.

Fico triste de vê-lo deitado no sofá, sem poder ver sua televisão que acabou de queimar. E como não tenho condições de presenteá-lo, pois também nunca foi desejo dele ver seu único filho em um trabalho pessimamente mal remunerado e muitíssimo mal recebido, tanto pela população quanto pelo seu comandante militar e executivo, esperei ele dormir e mentalizei em voz baixa, meu feliz dia dos pais.

BOM DOMINGO À TODOS.

9 de agosto de 2008

CUSP - AJUSTE SALARIAL - TAMBÉM QUEREMOS 223%

CONCENTRAÇÃO, DIA 13 ÀS 10:00 NO LARGO DO MACHADO, INDO ATÉ O PALÁCIO GUANABARA.
TODOS OS SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS DEVEM COMPARECER. MILITARES DE FOLGA DEVEM COMPARECER.

A LUTA PELO REAJUSTE SALARIAL!!!

CUSP NELES!!!

REAJUSTE PARA A CÚPULA DA PMERJ

Leiam no Dia On Line. Cliquem no link do título deste post.... Está tudo dominado!!!

Tá dominado! Tá tudo dominadooo!!
Tá dominado! Tá tudo dominadooo!!

Esta é a festa que o Sr. Governador faz com o dinheiro público. Ele faz o que quiser. É um imprestável mesmo. Um lixo de governante. Uma lástima. E ainda quer fazer olimpíada aqui....coitado.... Se esqueceu que, caso seja realizada, (Deus queira que não) será em 2016.
Ele nem conta sabe fazer. O mandato é de 4 anos, Sr Governador!! Ou alguém ou algo lhe contou alguma coisa que eu e a população fluminense não sabe? Ou porventura, imaginou na sua santa inocência que será reeleito??? Quer ser presidente??? Muito difícil hein!!! É RUIM MESMO!! TO PAGANDO PRA VER!!!

8 de agosto de 2008

ALGEMAS PROIBIDAS

Algemar marginal é abuso de poder, segundo o Supremo Tribunal Federal.

Bem senhores, vamos nos ater a não prender mais nenhum meliante. Vamos, no momento da voz de prisão, convocá-lo, educadamente, à delegacia. Não posso esquecer que tal meliante não irá na frente, sendo conduzido: seremós nós, policiais, que vamos na frente sendo então, conduzidos.

Pra mim marginal é tudo igual. Não há distinção. Se rouba 1 real ou 1 milhão é a mesma coisa. É ladrão do mesmo jeito. Cadeia e algema.

Este país está uma festa! Um samba do crioulo doido. Para gringo nenhum botar defeito. O Brasil é um sorvete fora do freezer em clima de verão. Tá mais do que na hora de dar no pé.

Tá parecendo piada. Mas infelizmente não é. São os magistrados lá de cima que estão fazendo isso senhores... Sou culpado não....

Então que seja na sugestão!!!

Observem a cena: "Senhor assassino, queira ser conduzido à delegacia por gentileza? Não irei algemá-lo caso não ofereça nenhum perigo à minha integridade ou a sociedade portanto, não reaja senhor..."

Que bonitinho...

ISSO É PIADA, CAR....TÁ DE SAC... AÍ, VOCÊS DE BRASÍLIA, VÃO TODOS VOCÊS, PARA AQUELE LINDO E CHEIROSO LUGAR! DE PREFERÊNCIA AGORA!

MARCHA DEMOCRÁTICA - CUSP

CONCENTRAÇÃO, DIA 13 ÀS 10:00 NO LARGO DO MACHADO, INDO ATÉ O PALÁCIO GUANABARA.
TODOS OS SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS DEVEM COMPARECER. MILITARES DE FOLGA DEVEM COMPARECER.

A LUTA PELO REAJUSTE SALARIAL!!!

CUSP NELES!!!

7 de agosto de 2008

DESABAFO GERAL

São ínumeros os argumentos e discussões. Uma infinidade de idéias discutíveis, umas cabíveis outras não. Vários protestos, caminhadas democráticas, passeatas e carreatas e muito mais. O número de agentes de segurança pública executados se aproxima dos cem. Exetutados pelo Estado sim. E de diversas formas.

Descaso. Barbárie. Miserabilidade. Rebaixamento moral. Ausência de ética. Mentiras. Política...

Parando para pensar, ou melhor, parando para TENTAR pensar (pois sou soldado e não posso pensar, pois sou elemento de execução), vejo um túnel sem saída. Nem aquela luz no final é percebida.

É tanta safadesa agrupada que dá nojo. Nem citarei aqui pois todos nós já sabemos a dura realidade. Não sou também de atacar ninguém indiretamente, por postos, graduações e ou cargos. É covardia. Não se pode generalizar. Mesmo porque, daqueles que consideramos a corja e SÃO MESMO, alguns não são. E não me canso de falar que devo minha vida à algumas dessas pessoas. E minha indignação não são à essas pessoas. Por isso não atacarei coronel, sargento, major, delegado e fulano ou cicrano. Não devo nada a ninguém e pago minhas contas. Honro minhas dívidas. A única exceção será o governador que, abrirei uma exceção, claro.

Se tem coronel ganhando gratificação indevida? Que bom pra ele. Se tem delegado combinando aumento "às escuras", que bom para eles. Façam bom proveito deste dinheiro à mais. E tentem gastar tudo. Mas se não conseguirem, se enterrem com ele. Talvez consigam gastar no além-túmulo.

O Sr. secretário de segurança Beltrame desarmando nossa já sofrida polícia? Saúde plena e riqueza para ele. Afinal de contas, é mais fácil desarmar a polícia do que o bandido. Aliás, a polícia civil também perderá o fuzil???

Fim da escala de 24x72? Que escala é essa? Se existe tal escala, alguém me apresente, pois quero trabalhar nela. Que mentira deslavada desta instituição que fez essa pesquisa. Ganhou um cala-boca imenso do senhor governador. Assim como os coronéis que ganharam a tal gratificação. Um enorme cala-boca. Poderiam se olhar no espelho e se valorizarem mais como seres humanos penitentes à Deus.

Aumento de 20% em 5 parcelas? Eu quero. Estou precisando mesmo. Sou um faminto e não recuso esmola. Quero sim. Não nego que sou um necessitado. Não tenho vergonha de ser um miserável governado por um hipócrita-ladrão-viajante.

Tenho orgulho de ser policial. Mais orgulho ainda de ser policial militar. E ainda mais do Rio de Janeiro, capital cultural do planeta. Menos para mim e minha família, só para turistas.

Aliás, alguém aí se habilita: 830 reais mensais. Não tem vale transporte. Nem vale alimentação. Não tenho arma acautelada. Conto com a sorte no deslocamento para o trabalho/casa/trabalho. Nem tenho condições de comprar a minha arma particular. A não ser que acumule mais um empréstimo no contra-cheque e passe a receber menos de 400 reais, pois hoje já recebo 500 (um empréstimo para comprar uma geladeira que queimou e outro para outros fins. Policial fluminense só compra mercadorias na base do empréstimo mesmo). Quem vai querer?

A PMERJ de hoje está bem tramada, bem amarrada. Praças com sua renda-extra garantida não estão nem aí, como diz a música. Oficiais superiores ganhando muitíssimo bem, graças a Deus. Sargentos e Subtenentes antigões só esperando 1 ou 2 anos para darem no pé. Oficiais novos se divertindo de serem comandantes de brincadeira. Meninos novos que jamais saberão a realidade de uma polícia com lagartixas nas mangas. E os novos praças que estão chegando fazendo dela um trampolim. Que polícia é essa? Ninguém quer ficar!! Ou trabalhar!!

Recado para o Sr. Governador: Eu te amo. Do fundo do meu coração. Deus te ama. Jesus te ama.
Continência.

VIVA À VIDA.
VIVA A PMERJ (1808-1975)

2 de agosto de 2008

BOMBEIROS DE FESTIM - POR FLÁVIO BOLSONARO

Abaixo transcrevo na íntegra o artigo do jornal O DIA (02/08/2008) de autoria do Deputado Estadual Flávio Bolsonaro:

No momento em que se discute armar as guardas municipais, para melhor auxiliarem no combate ao crime, o secretário de Segurança do Rio propõe extinguir o porte de arma dos bombeiros militares, sob o mentiroso argumento de estar combatendo as chamadas milícias. Qualquer leigo, menos os secretários e as ONGs de direitos humanos, sabe que assaltantes, narcotraficantes e todos os tipos de marginais não usam armas legalizadas para praticar crimes. Quem integra milícia e pratica excessos já está à margem da lei.

Os bombeiros estão assentados no capítulo "Segurança Pública" da Constituição e deveriam ser usados no combate ao crime, em vez de mão-de-obra barata na área de saúde, em detrimento de se remunerar bem os profissionais da área médica estadual. No Rio, a Lei 1890/91, do então deputado Emir Larangeira, ao regulamentar a Constituição Estadual, garante o porte de arma aos servidores militares estaduais, inclusive fora de serviço. À época, o projeto contou com apoio e voto de Sérgio Cabral Filho, então membro da Assembléia Legislativa.

O secretário demonstra não possuir afeição pelos militares e ou por suas vidas, seja por querer que policiais combatam, com armas de calibres inferiores, criminosos com potentes armas de guerra, seja por querer desarmar servidores ao invés de bandidos, o que é mais fácil.

Não creio que meus pares na Alerj compactuem com tão descabida proposta deste secretário, que recebe por dia o que um bombeiro ganha em um mês, destaca um carro da PM 24 horas por dia para proteger sua casa na orla da Barra, usa carro blindado, conta com mais de 10 profissionais de estado para sua segurança particular e, portanto, não precisa fazer bico para sobreviver.

Flávio Bolsonaro - Deputado Estadual


Se continuar assim Deputado, meu voto é garantido nas próximas eleições estaduais. Que venha à Governador e claro, honre com estas palavras.

SALVEM OS MILITARES ESTADUAIS!
SALVEM A CBMERJ!
SALVEM A PMERJ!

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20