PESQUISAR ESTE BLOG

7 de agosto de 2008

DESABAFO GERAL

São ínumeros os argumentos e discussões. Uma infinidade de idéias discutíveis, umas cabíveis outras não. Vários protestos, caminhadas democráticas, passeatas e carreatas e muito mais. O número de agentes de segurança pública executados se aproxima dos cem. Exetutados pelo Estado sim. E de diversas formas.

Descaso. Barbárie. Miserabilidade. Rebaixamento moral. Ausência de ética. Mentiras. Política...

Parando para pensar, ou melhor, parando para TENTAR pensar (pois sou soldado e não posso pensar, pois sou elemento de execução), vejo um túnel sem saída. Nem aquela luz no final é percebida.

É tanta safadesa agrupada que dá nojo. Nem citarei aqui pois todos nós já sabemos a dura realidade. Não sou também de atacar ninguém indiretamente, por postos, graduações e ou cargos. É covardia. Não se pode generalizar. Mesmo porque, daqueles que consideramos a corja e SÃO MESMO, alguns não são. E não me canso de falar que devo minha vida à algumas dessas pessoas. E minha indignação não são à essas pessoas. Por isso não atacarei coronel, sargento, major, delegado e fulano ou cicrano. Não devo nada a ninguém e pago minhas contas. Honro minhas dívidas. A única exceção será o governador que, abrirei uma exceção, claro.

Se tem coronel ganhando gratificação indevida? Que bom pra ele. Se tem delegado combinando aumento "às escuras", que bom para eles. Façam bom proveito deste dinheiro à mais. E tentem gastar tudo. Mas se não conseguirem, se enterrem com ele. Talvez consigam gastar no além-túmulo.

O Sr. secretário de segurança Beltrame desarmando nossa já sofrida polícia? Saúde plena e riqueza para ele. Afinal de contas, é mais fácil desarmar a polícia do que o bandido. Aliás, a polícia civil também perderá o fuzil???

Fim da escala de 24x72? Que escala é essa? Se existe tal escala, alguém me apresente, pois quero trabalhar nela. Que mentira deslavada desta instituição que fez essa pesquisa. Ganhou um cala-boca imenso do senhor governador. Assim como os coronéis que ganharam a tal gratificação. Um enorme cala-boca. Poderiam se olhar no espelho e se valorizarem mais como seres humanos penitentes à Deus.

Aumento de 20% em 5 parcelas? Eu quero. Estou precisando mesmo. Sou um faminto e não recuso esmola. Quero sim. Não nego que sou um necessitado. Não tenho vergonha de ser um miserável governado por um hipócrita-ladrão-viajante.

Tenho orgulho de ser policial. Mais orgulho ainda de ser policial militar. E ainda mais do Rio de Janeiro, capital cultural do planeta. Menos para mim e minha família, só para turistas.

Aliás, alguém aí se habilita: 830 reais mensais. Não tem vale transporte. Nem vale alimentação. Não tenho arma acautelada. Conto com a sorte no deslocamento para o trabalho/casa/trabalho. Nem tenho condições de comprar a minha arma particular. A não ser que acumule mais um empréstimo no contra-cheque e passe a receber menos de 400 reais, pois hoje já recebo 500 (um empréstimo para comprar uma geladeira que queimou e outro para outros fins. Policial fluminense só compra mercadorias na base do empréstimo mesmo). Quem vai querer?

A PMERJ de hoje está bem tramada, bem amarrada. Praças com sua renda-extra garantida não estão nem aí, como diz a música. Oficiais superiores ganhando muitíssimo bem, graças a Deus. Sargentos e Subtenentes antigões só esperando 1 ou 2 anos para darem no pé. Oficiais novos se divertindo de serem comandantes de brincadeira. Meninos novos que jamais saberão a realidade de uma polícia com lagartixas nas mangas. E os novos praças que estão chegando fazendo dela um trampolim. Que polícia é essa? Ninguém quer ficar!! Ou trabalhar!!

Recado para o Sr. Governador: Eu te amo. Do fundo do meu coração. Deus te ama. Jesus te ama.
Continência.

VIVA À VIDA.
VIVA A PMERJ (1808-1975)

2 comentários:

  1. Sr.Secrtário o CBMERJ tem mais de 150 anos, e nunca precisou de alguem de fora dar palpite ou coisa assim a respeito da corporação; Eu acho que o Sr. está mal informado por certas pessoas que te rodeam, pois não é tirando o porte de arma dos BMs, que o Sr. vai resolver o combate das milicias, pois que é bandido(seja BM,PM,PC,DESIPE ou GM), vai continuar sendo bandido com ou sem sem porte de armas.

    ResponderExcluir
  2. Em 1995 quando se formou novamente a SSP/RJ, que tinha PMERJ, PCERJ, CBMERJ e DETRAN, nós BMs fomos escolhidos para compor a SSP/RJ, e nesses 14 anos de bons serviços prestados a população do RJ,nunca deixamos de ser Bombeiros, mais Bombeiros diferenciados,(BOMBOPOL) como diziam os amigos das policias; pois aprendemos a combater o crime com conhecimento e instrução; agora após esses longos anos de trabalho. Ai vem o Sr.Beltrame dizer(após estudo dos que o rodeam, cuidado com eles) que a culpa de tantas milicias é do CBMERJ. Se o BM tem tanta disposição assim vamos deixar que eles façam a opção pela POLICIA, e quem tem medo de combater o crime, pelos menos sirva para ser BOMBEIRO, o que eu não acredito.

    ResponderExcluir

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20