PESQUISAR ESTE BLOG

25 de dezembro de 2014

MENSAGEM DE FIM DE ANO DO SEGURANÇA PÚBLICA FLUMINENSE

É Natal. Dia de celebração para os cristãos e afins. Dia de nascimento de Jesus. Dia este onde as pessoas procuram manter-se dentro dos ditames da boa convivência social, reunidos com seus familiares e amigos. Dia de tentarmos esquecer os problemas do dia-a-dia e de avaliar o saldo do ano que se encerra.

Para os servidores da área da Segurança Pública, entretanto, é extremamente difícil avaliar como sendo o saldo positivo. A balança, durante o ano todo, foi desfavorável para muitos de nós. Um alta conta de policiais assassinados. Uma alta conta de surpresas indesejáveis, tanto na segurança, quanto na política. Sem falar na educação. Nós, policiais da segurança ostensiva – militares – não podemos, quando em coletividade, comemorar saldo positivo. Individualmente falando, talvez. Mas quando pensarmos na família policial militar, principalmente a fluminense...

Em 205 anos de existência da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, a cesta de natal não foi oferecida. A desculpa foi esfarrapada, como sempre: “os eventos ocorridos na Cidade, imprevistos (a Copa?!? Imprevisto?!?) e a falta de orçamento (falta? Ou roubo?!?) não permitiram que a PMERJ pagasse a cesta natalina”. Palavras do CMT Geral Interino, Cel Íbis, que deixa a Corporação no dia 2.

Bem, é certo que não é obrigatório o pagamento de tal benefício natalino. Mas a sua tradição é tanta que é quase um direito conquistado e todos os trabalhadores brasileiros recebem uma cesta de natal. Lembro que as férias já estão interrompidas e as escalas de Ano Novo já estão confeccionadas. Disso eles não esqueceram. Mas do direito de ser reconhecido como um trabalhador brasileiro...

Para a sorte da população fluminense, o policial militar do RJ é um escravo manso: aceita tudo o que lhe é imposto, sem pestanejar. Também, pudera, já que este mesmo integrante não acredita na sua própria corporação. Sempre se ouve “eu não acredito”... (quando mudanças profundas estão para acontecer. Mudanças positivas, diga-se de passagem). Mas acreditam cegamente quando o mal lhe é entregue.

Pelo menos e, como alento próprio, fiquei realmente feliz dia desses ao prestar um concurso onde na fila para acautelamento de material bélico a presença de policiais militares era massiva: os que não se acomodaram e não aceitam mais essa “mansidade escravagista” estão estudando e indo embora. Fico feliz quando os nomes destes aparecem em Boletim Interno com a publicação de suas transferências para outros órgãos públicos. Com a baixa de ofertas em concursos internos então, essa demanda têm sido bem maior. Eu posso até não dizer baixa, mas sim ausência, pois há 09 anos não abre concurso interno na PMERJ.

E para aqueles que foram para a reserva remunerada e foram por motivos de saúde ou acidente em serviço, outro saldo negativo: o auxílio invalidez de 3 mil reais não está sendo pago pelo Governo do Estado. Uma agonia e tristeza ver meus colegas que deram o sangue pela população fluminense e agora estão fodidos (desculpe o termo, mas não encontrei outro mais adequado). Diariamente vejo o sofrimento e descaso sofrido por deles, através deste espaço virtual.

Na conta, então, um saldo negativo, para a família policial militar.

Deste ano que passou fica difícil contabilizar algo positivo. Ano de perdas, de sofrimento...

No entanto, vou desejar um 2015 de mudanças positivas para nós. Algumas que já almejamos há algum tempo, como por exemplo, o fim do rancho e também o fim do regulamento disciplinar da ditadura. Se isso acontecer em 2015, será um ano de vitórias. E também que nenhum policial seja assassinado em 2015. Chega. Nem que para cada policial militar assassinado tenha que morrer cem políticos corruptos. Chega de morte nessa droga de Estado falido. Digo, o Estado-Nação. Porque o Estado-Membro já não é mais um Estado. Está mais para uma cadeia pública do que para um espaço de democracia.

Que 2015 seja um ano de buscas. De busca ao conhecimento principalmente. Porque o conhecmento tem a característica de nos libertar deste sistema. Conhecimento de qualquer fonte, seja acadêmico, filosófico, científico, espiritual, tanto faz. E que seja usado para o bem. Para o bem da coletividade.  Talvez assim teremos um saldo positivo em 2015.



Um Feliz Natal!
Um Feliz 2015.


14 de dezembro de 2014

COPACABANA - DIA 14 DE DEZEMBRO - 09:00


BASTA!

CHEGA DESTA BARBÁRIE!

SE NÓS SOMOS VÍTIMAS DO DESCASO, O QUE É A POPULAÇÃO FLUMINENSE? 

PARTÍCIPE? AUTORA? IMUNE?


ATÉ QUANDO?
 










25 de novembro de 2014

A NOSSA ÚNICA VOZ: DEP. FLÁVIO BOLSONARO: MAIS UM PM COVARDEMENTE ASSASSINADO



Mais uma vez o Deputado Flávio Bolsonaro se posiciona duramente contra em relação ao descaso das autoridades quando do assassinato de policiais militares. Desta vez, a vítima deste Estado falido foi o SD PM Ryan Procópio, de apenas 23 anos e menos de 2 anos de Corporação.

Parabéns aos defensores dos Direitos Humanos para vagabundos;
Parabéns aos defensores dos movimentos pró-drogas;
Parabéns aos defensores dos movimentos anti-democráticos;

Em breve estaremos dentro de nossas casas, presos e reféns deste sistema que está aí, instalado. Aliás, nós já estamos. Entretanto, nós policiais ainda poderemos nos defender. E você, cidadão civil? Vai fazer o quê quando essa hora chegar?

À família do policial COVARDEMENTE ASSASINADO SOB A TUTELA GARANTIDORA DOS MOVIMENTOS ACIMA DESCRITOS, meu respeito e condolências.

... Até quando?


23 de outubro de 2014

Plenário vai retomar votações depois do 2º turno com PECs polêmicas em pauta

Câmara poderá analisar, entre outros temas, a criação de adicional noturno para policiais e bombeiros; o aumento de repasses ao FPM; e a aposentadoria integral para servidor aposentado por invalidez.
 
Deputados também poderão votar proposta que acaba com a contribuição previdenciária de inativos.

O Plenário da Câmara dos Deputados não tem votações marcadas para a semana de 20 a 24 de outubro, decisiva para a definição do segundo turno para presidente da República e para governador em 14 estados. Estão previstas apenas sessões de debates – reservadas para pronunciamentos dos parlamentares.


As votações serão retomadas no dia 28 de outubro, com a pauta trancada pelo projeto que atualiza a legislação sobre pesquisa e exploração ao patrimônio genético de plantas e animais e de conhecimentos tradicionais associados (PL 7735/14). O texto tranca a pauta do Plenário desde o dia 11 de agosto e não tem o aval de ambientalistas ou de deputados ligados ao agronegócio.

A pauta trancada inviabiliza a votação de outros projetos de lei – exceto aqueles de autoria do Poder Judiciário, do Ministério Público e da Defensoria Pública.


Diante disso, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, decidiu incluir na pauta pós-eleições diversas propostas de emenda à Constituição (PECs) polêmicas, como a que acaba com a contribuição previdenciária de inativos (PEC 555/06).


As prioridades, segundo Alves, são:

PEC 358/13, que trata do orçamento impositivo das emendas parlamentares;

PEC 170/12, que concede aposentadoria integral para o servidor que se aposentar por invalidez;

PEC 426/14, que aumenta os repasses ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM);

PEC 339/09, que assegura adicional noturno aos policiais e bombeiros;

PL 4246/12, que estabelece nova jornada para caminhoneiros; e

PL 4434/08, que recupera o número de salários mínimos a que tinha direito o aposentado no momento da concessão do benefício.


Íntegra da proposta:









Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Pierre Triboli


20 de outubro de 2014

"AUXÍLIO INDENIZAÇÃO DA LEI 6.764/2014: SERVIDORES DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA CIVIL DO RJ SOFREM COM O DESCASO DO GOVERNO PEZÃO" - PARTE 2




O Governador e atual candidato à reeleição, Luiz Fernando Pezão, após a edição da lei 6.764/14 que altera e majora o benefício do auxílio-invalidez para 3 mil reais deixou na mão centenas de servidores que deram seu sangue às suas Corporações de Segurança Pública.


Todos os processos que foram protocolados nas respectivas seções de cada órgão referente ao pedido de revisão dos benefícios dos servidores inativos estão completamente parados por ordem deste Governador sujo e incompetente.


Ficou óbvio que a Lei é puramente eleitoreira, já que muito provavelmente após este ser travestido de Cabral ser reeleito o mesmo irá de algum jeito pedir a representação de inconstitucionalidade junto ao Judiciário. Um sujo este Pezão!


Abro este novo post para que as discussões prossigam. O antigo link continua no ar para manter a publicidade.


FORA PEZÃO!


15 de outubro de 2014

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR - EDITAL - ANO LETIVO 2015 - INSCRIÇÕES ABERTAS



COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR -   INSTRUÇÕES REGULADORAS DAS NORMAS E PROCEDIMENTOS NECESSÁRIOS PARA A REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS À MATRÍCULA PARA O ANO LETIVO DE 2015 

O  comandante-geral,  no  uso  de  suas  atribuições  legais,  atendendo  proposta  do  comandante  do  CPM/ERJ, conforme dispõe o Decreto nº 38.731, de 09 de janeiro de 2009 e o art. 15 do Regimento Escolar,  TORNA PÚBLICA as Instruções Reguladoras para a realização do processo de seleção e classificação de candidatos à matrícula ao Colégio da Polícia Militar do Estado do Rio de  Janeiro (CPMERJ), para o ano letivo de  2015:

1  DAS VAGAS:
Art.1º - São Oferecidas 68 (sessenta e oito) vagas, assim distribuídas (ver Anexo I)
§ 1º É terminantemente vedada a matrícula, em ano escolar diverso daquele da inscrição, de candidato aprovado na forma deste Edital;
§ 2º No ano de escolaridade oferecido o preenchimento das vagas deverá observar a ordem de classificação dos candidatos e o total de vagas;
§ 3º As vagas serão disponibilizadas conforme se segue:
I    60% das vagas no ano de escolaridade  serão destinadas, através de processo seletivo, aos dependentes de policiais militares;
II - 30% das vagas existentes no ano de escolaridade serão destinadas, através de processo seletivo, aos órfãos de policiais militares do Estado do Rio de Janeiro;
III  -  10% das vagas existentes no ano de escolaridade poderão ser destinadas, através de processo seletivo, aos não dependentes de policial militar (público externo);
§    Não havendo  completamento  das  vagas  disponibilizadas,  estas  serão  preenchidas  de acordo com classificação geral dos candidatos em ordem decrescente.
§ 5º O preenchimento das vagas se dará conforme o art. 1º, § 3º, segundo a ordem de classificação. De acordo com as notas obtidas pelos candidatos.

2  DOS CRITÉRIOS PARA A INSCRIÇÃO:
Art. 2º - Estão habilitados à inscrição para o processo de seleção para o ano letivo de 2015, referente às vagas oferecidas no presente edital que serão preenchidas após aprovação e a classificação dos candidatos no processo seletivo de acordo com o Anexo I, em conformidade com o art. 1º, § 3º, na forma que se segue:
§ 1º  -  Dependente de policial militar: Conforme o art. 48, § 2 e 3, da Lei 443, de 01 de julho de
1981;
§ 2º - Órfãos de policiais militares: Conforme o art. 48, § 2 e 3, da Lei 443, de 01 de julho de 1981 e apresentação de certidão de óbito do policial militar no ato da matrícula. Ressalta-se que a não comprovação  do falecimento do policial militar, cujo candidato é dependente, acarretará na desclassificação do candidato e a  perda da vaga, não podendo ser preenchida a vaga de dependente de policial militar não falecido;
§ 3º - Não dependentes de policial militar;

Art. 3º  -  Para concorrer às vagas disponíveis neste edital o candidato deverá cumprir os seguintes
critérios:
I - Para o ingresso no 6º ano do Ensino Fundamental:
a) o candidato deverá estar cursando até dezembro/14 ou ter concluído o 5º ano do ensino fundamental;
b) o candidato deverá completar 11 anos até 31/12/15 ou ter menos de 13 anos de idade em 1º  de janeiro de 2015.
IV- Para o ingresso no 9º ano do Ensino Fundamental:
a) o candidato deverá estar cursando até dezembro/14 ou ter concluído o 8º ano do ensino fundamental;
b) o candidato deverá completar 14 anos até 31/12/15 ou ter menos de 16 anos de idade em 1º  de janeiro de 2015.
V – Para o ingresso no 1º ano do Ensino Médio:
a) o candidato deverá estar cursando até dezembro/14 ou ter concluído o 9º ano do ensino fundamental;
b) o candidato deverá completar 15 anos até 31/12/15 ou ter menos de 17 anos de idade em 1º  de janeiro de 2015.
VI – Para o ingresso no 2º ano do Ensino Médio:
a) o candidato deverá estar cursando até dezembro/14 ou ter concluído o 1º ano do ensino médio;
b) o candidato deverá completar 16 anos até 31/12/15 ou ter menos de 18 anos de idade em 1º  de janeiro de 2015.

3  DA INSCRIÇÃO:
Art. 4º -  As inscrições serão realizadas pelo site  www.pmerj.rj.gov.br, a partir das 13:00 horas do dia 14 de outubro até às 17:00 horas do dia 26 de outubro de 2014, considerando o horário oficial  de Brasília;
Art. 5º -  O candidato apenas poderá se inscrever e concorrer a uma vaga disponibilizada neste edital, sendo identificado com um número no ato da inscrição;
Art. 6º - Caso seja identificado mais de uma inscrição por candidato, este será eliminado do processo seletivo;
Art. 7º -  O candidato que fornecer informações inverídicas ou que não sejam comprovadas no ato
da matrícula será eliminado do processo seletivo;
Art. 8º - No término da inscrição deverá ser impresso o comprovante de inscrição;
Art. 9º -  Caso seja fornecido algum dado incorreto no ato da inscrição, o candidato, acompanhado  do seu representante legal, deverá comparecer à secretaria escolar do CPMERJ, no horário compreendido entre  às 09:00 e às 15:00, até 48 horas após a data de inscrição, para que seja efetuada a devida correção. Não será  admitida a correção de dados após o prazo estabelecido;
Art. 10 -  A inscrição no presente Processo de Seleção e Classificação para a admissão ao Colégio  da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro implica  concordância irrestrita do responsável legal com as normas  aqui  estabelecidas,  a  ser  por  ele  expressamente  declarada  quando  da  inscrição  do  candidato,  e  sobre  as  quais não poderá alegar desconhecimento;
Art. 11 - Uma vez decidido a efetuar a inscrição, o responsável legal deverá, obrigatoriamente, adotar, no período previsto no art. 9º, os seguintes procedimentos:
I – acessar o endereço eletrônico www.pmerj.rj.gov.br;
II – preencher o requerimento de inscrição, após a ciência e concordância com o inteiro teor do presente Edital, de acordo com as instruções específicas disponíveis no endereço eletrônico, devendo ser extremamente cauteloso, atento e fiel ao prestar todas as informações solicitadas e pelas quais deverá se responsabilizar;
III – imprimir o comprovante provisório de inscrição após a transmissão dos dados, gerado automaticamente ao final dos procedimentos de inscrição;
Art. 12 –  No requerimento de inscrição o candidato deverá declarar o ano de escolaridade que está
concluindo em 2014, obedecendo aos critérios estabelecidos no art. 3º;
Art. 13    As inscrições feitas após a data de encerramento (26/10/2014), não serão considerados
para feito de validação da inscrição;
§1º  -  O fato de efetuar a inscrição no presente Processo de Seleção e Classificação sem que o responsável legal pelo candidato tenha preenchido o Requerimento de Inscrição e enviado os dados pela internet  impossibilitará a validação da inscrição do candidato para participação no presente certame;
Art. 14 – O responsável legal do candidato deverá manter sob sua posse, para eventuais comprovações junto ao Colégio da Polícia Militar, o comprovante provisório de inscrição no processo de seleção e classificação.
Art. 15 – Após o envio dos dados pela internet, não será permitida qualquer alteração.
Parágrafo único: Caso haja alguma mudança no endereço domiciliar ou telefone do candidato após  efetivada sua inscrição, o responsável legal do candidato deverá comparecer à Secretaria Escolar do CPM/ERJ,  munido de documentação comprobatória da referida mudança, de documento de identidade e do comprovante  provisório de inscrição no processo de seleção e classificação do candidato, para efetuar a retificação.
Art. 16 – O CPM/ERJ não se responsabilizará por solicitação de inscrição não recebida por motivos  de ordem técnica de computadores, falhas de comunicação, congestionamento de linhas e outros fatores que impossibilitem a transferência dos dados.
Art. 17 –  Anular-se-ão, sumariamente, a inscrição e todos os atos dela decorrentes, se não for  comprovado, no ato de matrícula, que, na data em que se efetuou a inscrição, o candidato satisfazia a t odos  os  requisitos  fixados  para  aquele  fim,  não  sendo  considerada  qualquer  situação  adquirida  após  a  mencionada data.
Art. 18 – Não será permitida inscrição condicional ou por via postal.
Art. 19    O fato de preencher o requerimento de inscrição no processo de seleção e classificação  não assegura ao candidato o direito à matrícula no CPM/ERJ.
Art. 20    O responsável legal do  candidato com necessidades sensoriais e/ou motoras específicas
que necessite de atendimento especial para a realização das provas deverá fazer esta notificação exclusivamente  no momento do preenchimento do requerimento de inscrição, em item próprio.
Art. 21    A listagem nominal dos candidatos cujas inscrições forem validadas, com os respectivos  números de inscrição, será divulgada no endereço eletrônico da PMERJ.
Art. 22 – O cartão de confirmação de inscrição estará disponível para a impressão no endereço eletrônico da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.
Art. 23 –  O cartão de confirmação de inscrição deverá ser apresentado pelo candidato no local de  realização, juntamente com o original de documentação oficial de identificação.

4  DO PROCESSO SELETIVO:
Art. 24 –  O Processo de Seleção e Classificação para a admissão ao Colégio da Polícia Militar do  Estado do Rio de Janeiro para os diversos anos de ensino visa à avaliação e classificação dos candidatos, de  acordo com as atividades e programas curriculares do CPM/ERJ.
Art. 25 – O processo seletivo será composto das seguintes etapas:
I – Exame Intelectual, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os candidatos inscritos;
II – Revisão Médica;
III –  Comprovação documental dos requisitos exigidos dos candidatos nestas Instruções Reguladoras.
Parágrafo Único: A classificação geral do concurso de admissão será estabelecida, com base  na ordem decrescente dos graus obtidos no exame intelectual pelos candidatos. Essa relação constituir-seá referência para a chamada e para o preenchimento das vagas previstas neste edital, desde que respeitados os pré-requisitos constantes nestas Instruções Reguladoras.

5  DO EXAME INTELECTUAL:
Art. 26 – O Exame Intelectual constará de provas dentro das quatro áreas de concentração, a saber:
Área de Ciências Humanas, Área de Ciências da Natureza, Área de Linguagens/Redação e Área de Matemática (ver Anexo IV)
Parágrafo  Único:  Serão  corrigidas  somente  as  redações  dos  candidatos  aprovados,  que  tenham 50% de acertos nas questões de cada disciplina dentro de cada área de concentração, e que estejam  classificados dentro do triplo de vezes do número de vagas disponibilizadas para cada ano de escolaridade.
Art. 27 – Todas as provas são eliminatórias.
Art. 28 –  O Exame Intelectual  será realizado de acordo com o calendário do processo de seleção e  classificação em um (01) dia, no local e horário estabelecido.
Art. 29 – O cartão de confirmação de inscrição deverá ser apresentado pelo candidato no dia estabelecido para a realização do exame intelectual.
Art. 30 – A divulgação das notas de cada um das provas e da média final de cada candidato se dará  por meio de listagem nominal dos candidatos, por número de inscrição e considerando as opções correspondentes às vagas reservadas.
Art. 31    O calendário, local e horário das provas integrantes do presente processo de seleção e  classificação do CPM/ERJ, bem como das demais datas e horários e procedimentos referentes ao certame, encontram-se no Anexo II destas Instruções Reguladoras.
Art. 32 – É de inteira responsabilidade do responsável legal do candidato o conhecimento correto do dia, horário e local de realização das provas.
Art. 33 – O CPM/ERJ não enviará aos candidatos qualquer correspondência com informações acerca de data, horário e local de realizações das provas.
Art. 34 –  Os candidatos só poderão prestar as provas em data, horário e local especificamente designado pela coordenação do Processo Seletivo e de Classificação, não estando prevista sua aplicação fora dos  espaços físicos determinados.
Art. 35 – Não será concedida segunda chamada das provas de seleção, sob qualquer pretexto.
Art. 36 – Será eliminado do Processo de Seleção e Classificação o candidato que não comparecer a  qualquer uma das provas.
Parágrafo Único: Será considerado faltoso e, portanto, eliminado do certame, o candidato que comparecer ao local de realização após o horário determinado para seu ingresso, conforme disposto.
Art. 37 – No dia previsto para a realização da prova, o candidato deverá apresentar obrigatoriamente, à entrada da sala de prova, documento de identificação com foto original, com validade vigente  e o cartão de confirmação de inscrição no Processo de Seleção e Classificação, no qual constarão os dados  do candidato, bem como seu número de inscrição, horário e local de prova.
Parágrafo Único: Protocolos, documentos como certidão de nascimento, carteiras de estudante, carteiras de clubes, carteiras de plano de saúde, crachás, documentos com data de validade vencida, documentos  ilegíveis ou danificados que  não contenham fotos, assinatura e impressão digital colhidas pelo órgão emissor
não serão aceitos como documentos de identidade.
Art. 38 –  O candidato deverá comparecer ao local de prova adequadamente trajado, evitando utilizar acessórios como bonés e afins, não podendo portar aparelho celular, tablets, relógio digital e outros materiais  eletrônicos.
Art.  39    Recomenda-se  que  o  candidato  compareça  ao  local  de  prova  com  antecedência  de  60  (sessenta) minutos do começo das provas.  Não será admitida a entrada  de alunos após o horário de início  das provas.
Art. 40    Iniciadas as provas os candidatos não poderão retirar-se da sala antes de decorridos 60  (sessenta) minutos.
Art. 41 –  O candidato, em hipótese nenhuma, poderá ausentar-se da sala de provas, sem assinar a  lista de presença, sob pena de eliminação do Processo de Seleção e Classificação.
Art. 42 –  Para o preenchimento do cartão-resposta o candidato apenas poderá utilizar  caneta esferográfica, com corpo transparente, azul ou preta.
Art. 43 – É vedada a utilização de qualquer material de consulta durante a realização das provas.
Art. 44 –  Durante as provas qualquer candidato que for surpreendido em qualquer tipo de comunicação será eliminado do Processo de Seleção e Classificação.
Art. 45 –  Durante a realização da prova, não será admitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, ou comunicação destes com outras pessoas não autorizadas.
Parágrafo Único: Os três últimos candidatos somente poderão sair  juntos  da sala de prova e após assinatura de Ata própria.
Art. 46 – Somente os candidatos inscritos no concurso serão admitidos nos locais de prova. Os seus  responsáveis  e  familiares  poderão  permanecer  nas  imediações,  em  locais  previamente  determinados  pelo  CPM/ERJ, aguardando o término da prova.
Art. 47    Para a realização das provas, o candidato poderá conduzir e utilizar somente o seguinte  material: caneta esferográfica, com o corpo transparente, de cor azul ou preta, lápis (para rascunho) e borracha.
O material não pode conter qualquer tipo de inscrição.
Art. 48    O CPM/ERJ não se responsabilizará pela guarda de qualquer objeto do candidato, cuja  posse não seja permitida no local de prova.
Art. 49 – Os candidatos somente poderão sair do local de prova intelectual após transcorridos trinta  (30) minutos, antes do horário de início de prova.

Art. 50 -  Serão também eliminados os candidatos que utilizarem de meios ilícitos, de natureza eletrônica, digital, visual ou grafológica, ainda que constatados após a realização das provas.
Parágrafo Único: Os critérios de correção e julgamento das provas serão definidos pela coordenação do presente Processo de Seleção e Classificação, por meio das bancas examinadoras designadas, não cabendo contestação por parte do responsável legal do candidato.

6  DA VISTA DE PROVA:
Art. 51 –  Poderá ser concedida vista única de prova e exclusivamente ao responsável legal de candidato, desde que tenha comparecido à Secretaria Escolar do CPM/ERJ no prazo estabelecido do calendário de  atividades do Processo de Seleção e Classificação do CPM/ERJ e preenchido requerimento próprio.
Art. 52 – A vista de prova, quando requerida, será realizada exclusivamente pelo responsável legal de candidato,  que deverá comparecer à Secretaria Escolar do CPM/ERJ, munido da seguinte documentação:
I – documento original de identidade do responsável legal com foto;
II – Cartão de confirmação de Inscrição do candidato no Processo de Seleção e Classificação;
§ 1º O responsável legal terá acesso a uma cópia da prova realizada pelo candidato e terá até trinta  (30) minutos para realizar a vista;
§ 2º Não é permitida a vista de prova por outra pessoa que não seja o responsável legal, mesmo sob  procuração;
§ 3º Ao final da vista, a cópia deverá ser devolvida à Instituição, para ser juntada ao requerimento inicial;
§ 4º Não será permitido fotografar a cópia da prova;
§ 5º Em nenhuma hipótese será fornecida cópia da prova do candidato;
§ 6º Não será permitido acesso na instituição de responsável legal que estiver trajando short,  bermuda, chinelos e/ou camisetas, em qualquer das fases do certame.
§ 7º A revisão de prova será realizada pela Banca Examinadora.
§ 8º O grau eventualmente atribuído pela Banca Examinadora é o grau definitivo do candidato, não  sendo aceito qualquer outro tipo de recurso posterior.

7  DA CLASSIFICAÇÃO DOS CANDIDATOS E DO PREENCHIMENTO DAS VAGAS:
Art. 53 – Os resultados do Processo de Seleção e Classificação, após a realização das provas e procedimentos referentes à sua vista, serão divulgados no endereço eletrônico da PMERJ (www.pmerj.rj.gov.br).
Art. 54    É considerado habilitado, para fins de classificação, considerando as opções correspondentes às vagas reservadas, o candidato que tenha obtido, no mínimo cinqüenta por cento (50%) de acertos  em  cada uma das disciplinas das Áreas de Concentração e na Redação.
Art. 55 –  Em caso de empate de médias, no limite das vagas oferecidas, a classificação obedecerá  às seguintes condições, em ordem de prioridade:
1º) maior número de pontos nas provas da Área de Linguagens e Redação;
2º) maior número de pontos nas provas da Área de Matemática;
3º) maior número de pontos nas provas da Área de Ciências da Natureza;
4º) maior número de pontos nas provas da Área de Ciências Humanas
5º) Pontuação da Redação (para os candidatos ao Ensino Médio)
6º) maior idade

8  DA DESCLASSIFICAÇÃO:
Art. 56 – Não serão classificados os candidatos que:
I    Não obtiver, no mínimo cinquenta por cento (50%) de acertos em  cada uma das disciplinas  das Áreas de Concentração e na Redação (para os candidatos ao Ensino Médio);
II – Utilizar-se de meios ilícitos para a resolução das provas;
III – Fizer rasuras ou marcações nos cartões e/ou folhas de respostas, seja com intuito de identificá-los para outrem, seja por erro de preenchimento ou, ainda, assinar fora dos locais destinados;
IV    Contrariar determinações da comissão de aplicação e fiscalização ou cometer qualquer ato de  indisciplina durante a realização das provas;
V – Faltar a qualquer uma das provas ou chegar ao local de prova após o horário previsto para o fechamento dos seus portões, ainda que por motivo de força maior;
VI –  Recusar-se a entregar material da prova cuja restituição seja obrigatória ao término do tempo  destinado para a sua realização (cartão e/ou folha de respostas e outros documentos determinados pela comissão  de aplicação e fiscalização;
VII – Não assinar o cartão e/ou folhas de respostas, no local reservado para isso;
VIII –  Afastar-se do local de prova, durante ou após o período de realização da mesma, portando o cartão e/ou folha de respostas e folhas de rascunhos distribuídos pela comissão de aplicação e fiscalização;
IX  -  Preencher incorretamente, no cartão e/ou folha de respostas, o seu número de identificação ou  modelo de prova, nos campos para isso destinados, ou descumprir quaisquer outras instruções para a sua resolução, contidas nas provas;
X – Não utilizar caneta esferográfica de tinta azul ou preta na marcação do cartão resposta;
XII – Deixar de cumprir qualquer etapa do Processo de Seleção e Classificação do CPM/ERJ.
 

9  DA REVISÃO MÉDICA:
Art. 57 –  A revisão médica compõe etapa do Processo de Seleção e Classificação do CPM/ERJ e  possui caráter avaliativo. No entanto, o cumprimento dessa etapa é obrigatório para a realização da matrícula do  candidato que for classificado, dentro das vagas disponíveis.
Art. 58    A realização dos exames médicos exigidos será encargo do próprio candidato, acompanhado pelo seu responsável legal.
Art. 59 – Serão exigidos os seguintes exames e procedimentos:
I – Hemograma completo: Glicose, Uréia, Creatinina e fator RH, acompanhado de laudo médico;
II – Parasitológico de fezes, acompanhado de laudo médico;
III – Exame sanguíneo para dosagem de BHCG;
IV – Urina EAS;
V – Exame oftalmológico para verificação de acuidade visual, acompanhado de laudo médico;
VI – Exame audiométrico, acompanhado de laudo médico;
VII – Eletroencefalograma, acompanhado de laudo médico;
VIII – Eletrocardiograma, acompanhado de laudo médico;
Parágrafo Único: O candidato que não apresentar, em data prevista, os resultados dos exames e procedimentos elencados acima NÃO terá a matrícula efetuada, sendo considerado  desistente  do Processo de Seleção e Classificação.

10  DA MATRÍCULA:
Art. 60    Os candidatos serão convocados para a matrícula obedecendo estritamente à ordem de  classificação e conforme  calendário estabelecido no Anexo II  da presente Instrução Reguladora, por meio de
listagem nominal divulgada no endereço eletrônico da PMERJ: (www.pmerj.rj.gov.br).
Art. 61 – Para fins de convocação dos candidatos, de modo a preencher todas as vagas disponíveis,
é facultado ao Comandante do CPM/ERJ realizar:
I – reclassificação;
II – Remanejamento de vagas;
III – Ampliação de vagas;
Art. 62 - Estão previstas duas (02) convocações à matrícula (candidatos classificados e reclassificados), conforme calendário.
Art. 63 –  Não  terá direito à matrícula o candidato cuja classificação o coloque em lugar que ultrapasse o número de vagas oferecidas;
Art. 64 – O candidato matriculado que não frequentar a primeira semana de aula sem que o responsável legal encaminhe à Direção Pedagógica justificativa legal para o fato, devidamente acompanhada de documentação comprobatória da impossibilidade do comparecimento do aluno naquele período. Caso não seja cumprida essa exigência, ou não seja considerada justificável as faltas do candidato, será considerado desistente e  sua vaga colocada à disposição do candidato da lista de espera, conforme ordem de classificação.
Art. 65 – Os responsáveis legais de candidatos classificados e convocados para a matrícula deverão  efetuar a matrícula, sob pena de perda da vaga.
Art. 66 – Não terão direito à matrícula:
I - o candidato cuja classificação o coloque em lugar que ultrapasse o número de vagas oferecidas;
II – o candidato aprovado e classificado para as vagas a que se candidatou, considerando as opções
correspondentes às vagas reservadas, que não comprovar os critérios do art 3º;
III – o candidato aprovado e classificado para as vagas reservadas que não comprovar o atendimento às exigências previstas nestas Instruções Reguladoras;
IV – o candidato cujos dados não corresponderem àqueles informados no momento da inscrição ao
certame.
Art. 67 – Para comprovação dos requisitos exigidos, candidato selecionado e seu responsável deverão comparecer ao CPM/ERJ, na data estabelecida nestas Instruções Reguladoras, munidos dos seguintes doc umentos (original e xérox), obrigatoriamente, sob pena de indeferimento da matrícula.

I – DEPENDENTES LEGAIS DE POLICIAL MILITAR:
a) certidão de nascimento;
b) documento oficial de identidade do candidato;
c) CPF e documento funcional oficial de identidade do policial militar, responsável legal;
d) último contracheque do policial militar, responsável legal;
e) cartão FUSPOM dentro do prazo de validade do candidato;
f) declaração da tesouraria da Unidade do policial militar, comprovando a dependência do candidato;
g) histórico escolar;
h) 03 (duas) fotos 3x4 colorida e recente;
i) carteira de vacinação;
j) certidão de óbito do policial militar (para os candidatos às vagas reservadas aos órfãos de policiais militares);
l) comprovante de residência

II – PÚBLICO EXTERNO (NÃO DEPENDENTES):
a) certidão de nascimento;
b) documento oficial de identidade do candidato;
c) CPF e documento oficial de identidade do responsável legal;
d) histórico escolar;
e) 03 (duas) fotos 3x4 colorida e recente;
f) carteira de vacinação;
g) comprovante de residência;
h) carteira do plano de saúde.
Art. 68 –  O candidato que não dispuser do histórico escolar no ato da matrícula, poderá apresentar  declaração específica da escola de origem. A declaração deverá constar informações acerca da conclusão com  aproveitamento àquela imediatamente anterior para a qual o candidato realizou concurso. Neste caso, a matrícula será feita sob condição, devendo o responsável legal pelo candidato apresentar o histórico, impreterivelmente,  no prazo de 40 (quarenta) dias, contados após a realização da matrícula, sob condição, com pena de indeferir a  matrícula.
Art. 69 – A não apresentação dos documentos exigidos para a matrícula, no período previsto no calendário desta Instrução Reguladora, impedirá que a mesma seja efetivada.
Art. 70 – O candidato será desclassificado se:
I    não apresentar-se no CPM/ERJ na data da matrícula, prevista no cronograma, se tiver habilitado;
II    Declarar-se desistente, em documento próprio, por escrito, assinado pelo responsável legal do  candidato, em qualquer fase do processo seletivo;
III    não apresentar a documentação exigida no ato da matrícula, bem como os laudos e exames  médicos exigidos durante a revisão médica.
Art. 71    Ao requere a matrícula do candidato o responsável legal do candidato, deverá declarar  conhecimento e aceitação do disposto no Regimento Escolar do CPM/ERJ, disponível no local da matrícula, devendo assinar o Termo de Comprometimento com as normas do CPM/ERJ.

11 – DISPOSIÇÕES FINAIS:
Art. 72 –  O período escolar para o ano de 2015 estará compreendido entre Fevereiro à Dezembro,  do referido ano;
Art. 73 – O CPM/ERJ não irá oferecer transporte escolar para os alunos para o ano de 2015;
Art. 74 – Estas Instruções Reguladoras terão validade até o cumprimento das etapas do Processo de  Seleção e Classificação de 2015 do CPM/ERJ;
Art. 75    Os casos omissos nestas Instruções Reguladoras serão encaminhados à Coordenação do  Processo de Seleção e Classificação do CPM/ERJ/2015;
Art. 76 –  Ficará à cargo da Banca Examinadora, nomeada pela Coordenação do Processo de Seleção e Classificação, a confecção e revisão das provas;
Art. 77 –  No caso de resultados percentuais inexatos na distribuição das vagas, de acordo com Art.  1º § 3º, o excedente será revertido para os dependentes de policiais militares.

ANEXO I
VAGAS OFERECIDAS PARA O ANO LETIVO DE 2015:
Para o 1º turno (matutino):


ANEXO II
CRONOGRAMA DE ATIVIDADES DO PROCESSO DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO PARA O CPM/ERJ/2015:
 
 


ANEXO III
PONTUAÇÃO DO EXAME INTELECTUAL:
ENSINO FUNDAMENTAL (6º e 9º ANO)
 




ENSINO MÉDIO (1º e 2º SÉRIES):
 

 
ANEXO IV
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

ÁREA DE LINGUAGEM E REDAÇÃO:

6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL:

1-FONÉTICA E FONOLOGIA:
  Som e fonema: letra e fonema;
  Classificação dos sons linguísticos: vogais, consoantes e semivogais.
  Classificação das vogais: tônicas, átonas, orais e nasais;
  Encontros vocálicos: ditongos, ditongos decrescentes, crescentes, orais, nasais, tritongos e hiatos;
  Encontros consonantais;
  Dígrafos;
  Sílaba: separação de sílabas, classificação das palavras quanto ao número de sílabas;
  Acento tônico: classificação das palavras quanto ao acento tônico, observações sobre a pronúncia culta, valor distintivo do acento tônico, acento principal,secundário e acentuação em ênclise e próclise.

2-ORTOGRAFIA:
  Letra e alfabeto;
  O acento, o til, o apóstrofo, a cedilha,
  Regras de acentuação;
  Ortoepia e prosódia.

3-MORFOLOGIA:
3.1)ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS:
  Estrutura das palavras: radical, desinência, afixo, vogal temática, vogal e consoante de ligação.
  Formação de palavras: palavras primitivas e palavras derivadas, palavras simples e compostas.

3.2)DERIVAÇÃO E COMPOSIÇÃO
  Formação  de  palavras:  derivação  prefixal,  derivação  sufixal,  derivação  parassintética,  derivação  regressiva, derivação imprópria;
  Formação de palavras por composição, tipos de composição, hibridismo, onomatopeia,abreviação vocabular e siglas.

3.3)CLASSES DE PALAVRAS
a)  SUBSTANTIVO
  Classificação dos substantivos: substantivos concretos e abstratos, substantivos próprios e comuns, substantivos coletivos.
b)  ARTIGO
  Artigo definido e indefinido.
c)  ADJETIVO
  Classificação dos adjetivos;
  Locução adjetiva.
d)  PRONOMES
  Classificação dos pronomes.
e)  NUMERAIS
  Classificação dos numerais: cardinais, ordinais, multiplicativos e fracionários.
f)  VERBO
  Flexões do verbo: números, pessoas, modos, tempos, aspectos, vozes verbais;
  Pessoas do verbo;
  Estrutura do verbo: radical, vogal temática, tema;
  Conjugação dos verbos regulares;
g)  ADVÉRBIO
  Classificação dos advérbios;
  Locução adverbial.
h)  PREPOSIÇÃO
  Preposições
  Combinações e contrações;
  Locução conjuntiva;
i)  CONJUNÇÃO
  Identificação;
  Locução conjuntiva.
j)  INTERJEIÇÃO
  Identificação;
  Locução interjectiva;

4-SINTAXE:
  Estruturas do período simples: frase, oração e período;
  Termos essenciais da oração: sujeito e predicado.

5-TÓPICOS DE LINGUAGEM:
  A baixo/ a baixo;
  Demais/ de mais;
  Embaixo/ em cima;
  Há/a;
  Mas/ mais;
  Mau/mal;
  Nenhum/ nem um;
  Onde/aonde;
  Por que/ por quê/ porque/ porquê;

6-COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS E TIPOS TEXTUAIS (IDENTIFICAÇÃO DOS  TIPOS E DOMÍNIO DAS CARACTERÍSTICAS DE CADA UM):
  Crônica;
  Reportagem;
  História em quadrinhos;
  Poema;
  Texto teatral;
  Resenha;
  Conto;
  Narrativa;
  Texto expositivo;
  Notícia;
  Propaganda;
  Artigo de opinião;
  Artigo de divulgação;
  Crônica.

BIBLIOGRAFIA:
  Cunha, Celso; Cintra, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 5ª edição, Rio de Janeiro: Lexikon, 2008;
  Almeida, Nilson Teixeira de. Gramática da Língua Portuguesa para concursos, vestibulares, ENEM, colégios
técnicos e militares. 9ª edição, São Paulo: Saraiva, 2009;
    Aquino, Renato. Gramática objetiva da língua portuguesa. 5ª edição, Rio de Janeiro: Elsevier, 2010;
  Figueiredo, Adriana; Figueiredo, Fernando. Gramática comentada com interpretação de textos. 2ª edição, Rio
de Janeiro: Elsevier, 2012;
  Edições educativas da editora Moderna. Projeto Buriti Português 5º ano. 3ª edição,São Paulo: Moderna, 2013.

9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL:
1 – SINTAXE:
  Estruturas do período simples: frase, oração e período;
  Termos essenciais da oração: sujeito e predicado,tipos de sujeito, predicação verbal e tipos de predicado;
  Termos integrantes da oração: complementos verbais, complemento nominal e agente da passiva;
  Termos acessórios da oração: adjunto adnominal, adjunto adverbial e aposto;
  Vocativo; vocativo quanto à sintaxe;
  Estruturas do período composto: período composto por coordenação, período composto por subordinação.

2 - TÓPICOS DE LINGUAGEM:
  A baixo/ a baixo;
  Acima/ a cima;
  A cerca de/ acerca de/ cerca de/ há cerca de;
  A fim/ afim;
  A menos de/ há menos de;
  A princípio/ em princípio/ por princípio;
  Ao encontro de/ de encontro a;
  Ao invés de/ em vez de;
  A par/ ao par;
  À toa;
  Demais/ de mais;
  Embaixo/ em cima;
  Há/a;
  Mas/ mais;
  Mau/mal;
  Nenhum/ nem um;
  Onde/aonde;
  Por que/ por quê/ porque/ porquê;
  Porventura; por ventura;
  Senão/ se não;
  Tampouco/ tão pouco.

3 - COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS E TIPOS TEXTUAIS (IDENTIFICAÇÃO DOS TIPOS E DOMÍNIO DAS CARACTERÍSTICAS DE CADA UM)

  Texto e contexto;
  Tipos de discurso: direto e indireto;
  Texto teatral;
  Crítica;
  Crônica;
  Denotação e conotação;
  Figuras de linguagem;
  Anúncio publicitário;
  Carta;
  Linguagem publicitária.

BIBLIOGRAFIA:
  Cunha, Celso; Cintra, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 5ª edição, Rio de Janeiro: Lexikon, 2008;
  Almeida, Nilson Teixeira de. Gramática da Língua Portuguesa para concursos, vestibulares, ENEM, colégios
técnicos e militares. 9ª edição, São Paulo: Saraiva, 2009;
  Aquino, Renato. Gramática objetiva da língua portuguesa. 5ª edição, Rio de Janeiro: Elsevier, 2010;
  Figueiredo, Adriana; Figueiredo, Fernando. Gramática comentada com interpretação de textos. 2ª edição, Rio
de Janeiro: Elsevier, 2012;
  Cereja, William Roberto; Magalhães, Thereza Cochar. Português: Linguagens, 8º ano. 6ª edição, São Paulo:
Atual, 2010.

1º ANO DO ENSINO MÉDIO:
1- SINTAXE:
  Estruturas do período composto: período composto por coordenação, período composto por subordinação e orações intercaladas;
  Orações reduzidas;
  Sintaxe de regência: regência verbal e regência nominal;
  Crase;
  Sintaxe de concordância: concordância nominal e concordância verbal;
  Colocação pronominal: próclise, ênclise e mesóclise;
  Pontuação: ponto-final, ponto e vírgula, ponto de interrogação, ponto de exclamação, dois-pontos, travessão, reticências, aspas, parênteses, colchetes e vírgula. Emprego da pontuação.

2 - FIGURAS DE LINGUAGEM:
  Denotação e conotação;
  Espécies de figuras de linguagem e classificação.

3 - TÓPICOS DE LINGUAGEM:
  A baixo/ a baixo;
  Acima/ a cima;
  A cerca de/ acerca de/ cerca de/ há cerca de;
  A fim/ afim; 
  A menos de/ há menos de;
  A princípio/ em princípio/ por princípio;
  Ao encontro de/ de encontro a;
  Ao invés de/ em vez de;
  A par/ ao par;
  À toa;
  Demais/ de mais;
  Embaixo/ em cima;
  Há/a;
  Mas/ mais;
  Mau/mal;
  Nenhum/ nem um;
  Onde/aonde;
  Por que/ por quê/ porque/ porquê;
  Porventura; por ventura;
  Senão/ se não;
  Tampouco/ tão pouco.

4 - COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS E TIPOS TEXTUAIS (IDENTIFICAÇÃO DOS TIPOS E DOMÍNIO DAS CARACTERÍSTICAS DE CADA UM):
  Reportagem;
  Editorial;
  Conto;
  Texto dissertativo-argumentativo;
  Crônica;
  Poema e poesia.

5 – REDAÇÃO:
A Prova de Redação terá valor de 10 (dez) pontos e será elaborada a partir de tema fornecido no momento da avaliação, devendo conter o mínimo de 20 (vinte) linhas e o máximo de 30 (trinta), sendo observados os critérios estabelecidos na tabela abaixo. O candidato será penalizado com a perda de 0,5 (meio) ponto por linha fora do limite (inferior a 20 ou superior a 30).

A) Correção formal- Pontuação Máxima:
Ortografia / Acentuação / Propriedade Vocabular-3,0
Morfossintaxe-1,0
Pontuação / Elementos de Coesão-1,0
Total de Pontos 5,0
B) Correção de conteúdo- Pontuação Máxima:
Desenvolvimento do Tema / Tipologia Textual / Coerência Textual-3,0
Seleção de Argumentos / Construção da Argumentação-2,0
Total de Pontos-5,0

BIBLIOGRAFIA:
  Cunha, Celso; Cintra, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 5ª edição, Rio de Janeiro: Lexikon, 2008;
  Almeida, Nilson Teixeira de. Gramática da Língua Portuguesa para concursos, vestibulares, ENEM, colégios
técnicos e militares. 9ª edição, São Paulo: Saraiva, 2009;
  Aquino, Renato. Gramática objetiva da língua portuguesa. 5ª edição, Rio de Janeiro: Elsevier, 2010;
  Figueiredo, Adriana; Figueiredo, Fernando. Gramática comentada com interpretação de textos. 2ª edição, Rio de Janeiro: Elsevier, 2012;
  Cereja, William Roberto; Magalhães, Thereza Cochar. Português: Linguagens, 9º ano. 6ª edição, São Paulo:
Atual, 2010.

2º ANO DO ENSINO MÉDIO:
1 - FONÉTICA E FONOLOGIA:
Som e fonema: letra e fonema;
Classificação dos sons linguísticos: vogais , consoantes e semivogais.
Classificação das vogais: tônicas, átonas, orais e nasais;
Encontros vocálicos: ditongos, ditongos decrescentes, crescentes, orais, nasais, tritongos e hiatos;
Encontros consonantais;
Dígrafos;
Sílaba: separação de sílabas, classificação das palavras quanto ao número de sílabas;
Acento tônico: classificação das palavras quanto ao acento tônico, observações sobre a pronúncia culta, valor distintivo do acento tônico; acento principal, secundário e acentuação em ênclise e próclise.

2 – ORTOGRAFIA:
Letra e alfabeto;
O acento, o til, o apóstrofo, a cedilha, o hífen;
Emprego do hífen;
Regras de acentuação;
Ortoepia e prosódia
O hífen;
Emprego do hífen;

3- MORFOLOGIA:
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS:
Estrutura das palavras: radical, desinência, afixo, vogal temática, vogal e consoante de ligação.
Formação de palavras: palavras primitivas e palavras derivadas, palavras simples e compostas.

DERIVAÇÃO E COMPOSIÇÃO:
Formação de palavras: derivação prefixal, derivação sufixal, derivação parassintética, derivação regressiva, derivação imprópria;
Formação de palavras por composição, tipos de composição, hibridismo, onomatopeia,abreviação vocabular e siglas.

3.1 - CLASSES DE PALAVRAS
a) SUBSTANTIVO:
  Classificação dos substantivos: substantivos concretos e abstratos, substantivos próprios e comuns, substantivos coletivos;
  Flexões dos substantivos,substantivos uniformes e biformes, mudança de sentido na mudança de gênero;
  Emprego do substantivo: funções sintáticas do substantivo.
b) ARTIGO:
  Artigo definido e indefinido;
  Emprego dos artigos e omissão.
ADJETIVO:
Classificação , flexão e emprego dos adjetivos;
Locução adjetiva.
PRONOMES:
Pronomes substantivos e pronomes adjetivos;
Emprego, flexão e classificação dos pronomes.
e) NUMERAIS:
  Classificação e flexão dos numerais: cardinais, ordinais, multiplicativos, fracionários e coletivos;
  Valor e emprego dos numerais.
f) VERBO:
  Flexões do verbo: números, pessoas, modos, tempos, aspectos, vozes verbais;
  Formas rizotônicas e arrizotônicas;
  Pessoas do verbo;
  Estrutura do verbo: radical, vogal temática, tema, desinências modo-temporais, desinências número-pessoais;
  Classificação e conjugação dos verbos regulares, irregulares, anômalos, defectivos, abundantes, impessoais,
unipessoais e defectivos;
  Tempos compostos e locução verbal;
  Emprego verbal no texto.

4 - TÓPICOS DE LINGUAGEM:
  A baixo/ a baixo;
  Acima/ a cima;
  A cerca de/ acerca de/ cerca de/ há cerca de;
  A fim/ afim;
  A menos de/ há menos de;
  A princípio/ em princípio/ por princípio;
  Ao encontro de/ de encontro a;
  Ao invés de/ em vez de;
  A par/ ao par;
  À toa;
  Demais/ de mais;
  Embaixo/ em cima;
  Há/a;
  Mas/ mais;
  Mau/mal;
  Nenhum/ nem um;
  Onde/aonde;
  Por que/ por quê/ porque/ porquê;
  Porventura; por ventura;
  Senão/ se não;
  Tampouco/ tão pouco.

5) REDAÇÃO:
A Prova de Redação terá valor de 10 (dez) pontos e será elaborada a partir de tema fornecido no momento da avaliação, devendo conter o mínimo de 20 (vinte) linhas e o máximo de 30 (trinta), sendo observados os crit érios  estabelecidos na tabela abaixo. O candidato será penalizado com a perda de 0,5 (meio) ponto por linha fora do limite (inferior a 20 ou superior a 30).

A) Correção formal- Pontuação Máxima:
Ortografia / Acentuação / Propriedade Vocabular-3,0
Morfossintaxe-1,0
Pontuação / Elementos de Coesão-1,0
Total de Pontos 5,0
B) Correção de conteúdo- Pontuação Máxima:
Desenvolvimento do Tema / Tipologia Textual / Coerência Textual-3,0
Seleção de Argumentos / Construção da Argumentação-2,0
Total de Pontos-5,0

BIBLIOGRAFIA:
Cunha, Celso; Cintra, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 5ª edição, Rio de Janeiro: Lexikon, 2008;
Almeida, Nilson Teixeira de. Gramática da Língua Portuguesa para concursos, vestibulares, ENEM, colégios
técnicos e militares. 9ª edição, São Paulo: Saraiva, 2009;
Aquino, Renato. Gramática objetiva da língua portuguesa. 5ª edição, Rio de Janeiro: Elsevier, 2010;
Figueiredo, Adriana; Figueiredo, Fernando. Gramática comentada com interpretação de textos. 2ª edição, Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
ÁREA DE MATEMÁTICA:
6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL:

Sistema de numeração decimal; sistema de numeração romano; valor posicional e absoluto (clase eordem); conjunto dos números naturais; operações com números naturais;  divisões exatas e não exatas; multiplos e divisores; números primos; menor multiplo comum (mmc) e máximo divisor comum (mdc); frações; operações com frações; números decimais; operações com números decimais; porcentagem; unidades de medidas; medidas de comprimento; medidas de massa; medidas de tempo; medidas de capacidade; posição relativa entre duas retas; ângulos; classificação dos triângulos e quadriláteros; figuras planas e não planas.

9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL:

Conjunto dos números reais; cálculo algébrico; monômios, polinômios e suas operações; produtos notáveis; frações algébricas e suas operações; equações e sistemas de equações do 1° grau; retas e ângulos; polígonos; números de diagonais de um polígono; soma das medidas de ângulos internos e  externos dos polígonos regulares; triângulos e quadriláteros; circunferência e círculo; cálculo de área; cálculo de perímetro.

1° ANO DO ENSINO MÉDIO:

Conjuntos numéricos; potência, propriedades de potência; propriedades dos radicais; operações com radicais; equação e inequação do 1° e 2° grau; equação biquadrada; função 1° e 2° grau; equação biquadrada; juros simples e composto; medida aritmética, moda e mediana; teorema de talles; semelhança de triângulo; teorema de pitágoras; relações métricas no triângulo retângulo e em um triângulo qualquer; mediana e altura de um triângulo qualquer, polígonos regulares: definição e propriedades; relações entre lado, apotema e raio no círculo inscrito e circunscrito no triângulo, no quadrado e no hexágono regular; razões trigonométricas no triângulo retângulo;
circunferência e arco de circunferência; polígonos; áreas planas: área dos triângulos, dos quadriláteros e dos polígonos regulares, do círculo, do segmento circular, do setor circular; volume do cubo e do paral elepípedo.

2° ANO DO ENSINO MÉDIO:
Conjuntos numéricos; operações com conjunto; sistema de coordenadas; função do 1° e 2° grau; interpretação de gráficos; função par e ímpar; função inversa; função modular; função exponencial; logarítimo; função logarítmica; progessão aritimética; progressão geométrica; teorema de talles; semelhança de triângulos; relações métricas no triângulo retângulo e em um triângulo qualquer; medianas e altura de um triângulo qualquer, polígonosregulares: definição e propriedades; relações entre lado, apotema e raio no círculo inscrito e circunscrito no triângulo, no quadrado e no hexágono regular; cálculo de áreas; cálculo de volume; estudo círculo trigonométrico;
trigonometria no triângulo; transformação trigonométrica; seno, cosseno e tangente de um arco trigonométrico; secante, cossecante e cotangente; equação trigonométrica; adição de arcos.

BIBLIOGRAFIA:
ENSINO MÉDIO:
Paiva, Manoel Rodrigues. Matemática: 2° Ed – São Paulo: Moderna, 2010.
Obra Em Três Volumes Para Alunos Do 1° Ao 3° Ano Do Ensino Médio
Dante, Luiz Roberto. Matemática, Volume Único / Luiz Roberto Dante 1° Ed – São Paulo: Ática, 2005.
Iezzi, Gelson; Dolce, Osvaldo; Degenszajn, David; Périgo, Roberto E Almeida, Nilze De. Matemática    Ciências E Aplicações. Volumes 1, 2 E 3. 4ª Ed. – São Paulo: Atual, 2002.
ENSINO FUNDAMENTAL DO 6° e 9° ANO:
Projeto Buriti Matemática / Organizadora Editora Moderna; Obra Coletiva Concebida, Desenvolvida E Produzida Pela Editora Moderna. – 3. Ed. - São Paulo: Moderna, 2013.  – (Projeto Buriti)
Projeto Pitanguá : Matemática / Organizadora Editora Moderna ; Obra Coletiva Concebida, Desenvolvida E
Produzida Pela Editora Moderna ;
Editora Responsável: Juliane Matsubara Barroso.- 2. Ed. – São Paulo : Moderna, 2008.
Bianchini, Edwaldo. Matemática: Bianchini / Edivaldo Bianchini 7° Ed – São Paulo: Moderna 2011
Silveira, Ênio. Matemática: Compreensão E Prática / Ênio Silveira, Cláudio Marques – 1. Ed. – São Paulo: Moderna, 2008.Obra Em 4 V. Para Alunos Do 6º Ao 9° Ano.
Giovanni, José Ruy, 1937    A Conquista da Matemática / Giovanni, Castrucci, Giovanni Jr. .    Ed. Renov. 
São Paulo: Ftd, 2007. – ( Coleção A Conquista Da Matemática )Obra Em 4 V.

ÁREA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA:
6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL:
1.  Fósseis e a história de vida
Fósseis e evidência de vida do passado
Os fósseis fornecem informações
História da vida na Terra

2.  Biomas Brasileiros
Os principais biomas brasileiros
Floresta Amazônica e Mata Atlântica
Caatinga e Cerrado
Pantanal e Campos Sulinos

3.  Recursos Naturais
Os recursos naturais
As atividades Humanas
Atividades bem planejadas

4.  Geração de energia elétrica
De onde vem a energia elétrica¿
Usinas hidrelétricas
Usinas termelétricas
Fontes alternativas de energia

5.  Eletricidade e magnetismo
Eletricidade
Uso da energia elétrica
A eletricidade e os materiais
Magnetismo

6.  Movimento, força e máquinas
Movimento
Força
Máquinas

7.  Reprodução de plantas e animais
Os seres vivos se reproduzem
As plantas se reproduzem
Os animais se reproduzem

8.  Reprodução humana
A puberdade
Homens e mulheres
A fecundação
Nasce um novo ser

9.  O sistema nervoso
O sistema nervoso
Os sentidos
A coordenação

9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL:
1-Célula (unidade básica da vida)
Procariontes e eucariontes; Tipos celulares (animal e vegetal); Diferenças; Organelas celulares; Funções; Divisão celular (mitose e meiose).
2-Tecidos (tipos e características).
Níveis de organização dos seres vivos; Tipos de tecidos.
3-Alimentação e nutrição humana.
Alimentos; Energia; Nutrição e nutrientes; Dietas; Transtornos alimentares.
4-Os sistemas humanos.
Digestivo; Respiratório; Cardiovascular; Urinário; Locomotor; Nervoso; Endócrino; Imunológico (imunitário) e
sangue.

Componentes; Características; Funções gerais; Funções específicas; Características de cada órgão, Tipos de doenças relacionadas a cada sistema e seus componentes; Maneiras de se evitar doenças; Órgão dos sentidos; Receptores sensoriais; Visão; Audição; Tato; Paladar; Olfato; (características e componentes, unções gerais e específicas) Doenças relacionadas com cada um dos sentidos e seus respectivos órgãos.
5-Reprodução humana.
Etapas do desenvolvimento humano; Sistema genital masculino e feminino; Fecundação; Gravidez; Parto; Sexo e sexualidade; Saúde e sexualidade; Doenças sexualmente transmissíveis e métodos contraceptivos.
6-Fundamentos da genética.
Hereditariedade; Informações genéticas; DNA e RNA; Genótipos e fenótipos; Genealogias e determinação do
sexo.
1.  Genética moderna.
Biotecnologia; Seus produtos e utilizações; Clonagem e transgênicos.

1º ANO DO ENSINO MÉDIO:

QUÍMICA
1. Matéria:  conceitos, propriedades, estados físicos, fenômenos físicos e químicos; Atomística; Elementos químicos, número atômico, número de massa, principais partículas atômicas, isótopos, isóbaros e isótonos;
2. Substâncias Puras e Misturas: moléculas, atomicidade, alotropia, massas moleculares, quantidade de mat éria, número de Avogadro, misturas homogêneas e heterogêneas, desdobramento de misturas e critérios de pur eza;
3. Tabela Periódica: organização, estrutura e configuração eletrônica;
4. Ligações Químicas: iônica, covalente e metálica; 
5. Funções Inorgânicas: ácidos, bases, sais e óxidos; e Reações Químicas: classificação, leis ponderais, equ ação química, balanceamento e cálculos estequiométricos.

FÍSICA
1. Movimentos: tipos, classificação, velocidade média e aceleração média;
2. Forças: noções básicas de vetores, classificação, resultante de sistemas simples de forças e unidades no Si stema Internacional (SI);
3. Gravidade: campo gravitacional terrestre, aceleração  da gravidade, noções de centro de gravidade, tipos de equilíbrio, peso e massa;
4. Energia: conceito, formas, trabalho, unidades no S.I., máquinas simples, energia potencial, energia cinética, densidade absoluta, empuxo, princípio de Arquimedes, princípio de Pascal, vasos comunicantes e prensa hidráulica;
5. Som: tipos de vibrações sonoras, propagação, reflexão, frequência, amplitude e qualidade do som;
6. Calor: propagação, quantidade de calor, temperatura, termômetros e escalas de temperatura;
7. Luz: propagação, corpos luminosos e iluminados, reflexão da luz, espelhos planos e curvos, refração da luz,
prismas, decomposição e lentes; e Eletricidade e Magnetismo:
8.  Cargas  elétricas:  Isolantes e  condutores, corpos eletrizados,  corrente  elétrica,  pilha s,  magnetização, ímãs, eletroímãs e substâncias magnéticas.

BIOLOGIA –
1. Citologia:  célula como unidade fundamental, componentes celulares, estrutura e funções de membrana, citoplasma, núcleo, mitose e meiose, células animais e vegetais;
2.  Genética:  conceituar  núcleo  e  as  estruturas  responsáveis  pela  transmissão  das  características  hereditárias,
problemas relativos à primeira lei de Mendel;
3. Seres Vivos: caracterização das bactérias, protistas, fungos, animais, vegetais e teorias evolutivas; Anat omia e Fisiologia Humana:
4. Sistemas humanos: Digestão, respiração, circulação, excreção, sistema nervoso, sistema glandular, reprod ução e órgãos sensoriais; Tecidos humanos.

2º ANO DO ENSINO MÉDIO:
1.  Origem  da  biologia  e  do  racionalismo:  Método  científico;  Caracteríticas  dos  seres  vivos;  Composição química; Organização da matéria viva; Metabolismo; Variabilidade genética; Seleção natural; Níveis de organização a vida.
2.  Origem do universo e sistema solar: Origem da vida na Terra; Teorias da abiogênese e biogênese; Teorias de Pasteur; Experimento de Miller; DNA/RNA; Processos energéticos; Diversificação da vida.
3.  Bases moleculares da vida:  A química e a vida; Elementos químicos e bioquímicos; Água e seres vivos;
Estrutura molecular da água e sua importância; Glicídeos; Lipídeos; Proteinas; Vitaminas; ( O que são, características gerais e específicas, i,portância, descobertas, funções, tipos e fontes) Ácidos nucleicos.
4.  Organização e processos celulares: Descoberta e funcionamento dos microscópios; Origem das células e
teoria celular.
5.  Células e suas fronteiras:  Célula animal e vegetal; Procarionte e eucarionte; Estruturas, formas e funções
das  organelas  celulares;  Citoplasma  e  hialoplasma;  Membrana  plasmática  e  permeabilidade  celular;  Núcleo;
Cromossomos (estrutura, formação e funções).
6.  Divisão celular: Mitose e meiose; Tipos, conceitos, fases, funções e resultados.
7.  Metabolismo energético: Respiração celular e fermentação; Energia da vida; ATP/ADP; Ciclo de Krebs;
Fermentação; Quimiossíntese; Fotossíntese; Transformação da energia (conceitos, estruturas, funções e importância).
8.  Controle gênico das atividades celulares: A química dos genes; Descoberta do DNA e RNA e suas estruturas espaciais; Formações; Funções; Síntese protéica.
9.  Diversidade celular dos animais: Tecidos (epiteliais, conjuntivos, sanguíneo, muscular, nervoso (formação, componentes; estruturas; localização; importância; características; funções e doenças relacionadas a cada
um deles).
10.   Reprodução e ciclo de vida: Sexuada; Assexuada; Brotamento entre outras; Sistema genital masculino e
feminino (estruturas, componentes, importância, formação, funções, doenças relacionadas    DSTs  -  e métodos contraceptivos)
11.  Noções de embriologia: Aspectos do desenvolvimento embrionário; Segmentação; Formação da blastula,
gastrulação, tecidos e órgãos.
12.  Desenvolvimento embrionário dos mamíferos: Aspectos gerais; Embriologia e parto.

BIBLIOGRAFIA:
CÉSAR, S. J., SÉZAR, S. Biologia. Volumes 1, 2 e 3.
LOPES, S. G. B. C. Curso Completo de Biologia volume único: Sintético e Atualizado. Ed. Saraiva.
NELSON, TÚLIO e CLEIDE. Biologia. Volumes 1, 2 e 3. Ed. Scipione. São Paulo.
PAULINO, W. R. biologia Atual. Volumes 1, 2 e 3. Ed. Àtica. São Paulo.
SOARES, J. L. Biologia. Volume único.
Linhares, Sérgio
Biologia: volume único / Sérgio Linhares, Fernando Gewandsznajder. –1. Ed. – São Paulo:
Ática, 2009
Bizzo, Nélio  -- volumes I e II
Novas bases da biologia: ensino médio / Nélio Bizzo. – São Paulo: Ática, 2010
Observatório de Ciências / obra coletiva  -  editora moderna – 1. Ed. – São Paulo: Moderna, 2011  -  1.Ciências ( ensino fundamental  -  6º, 7º, 8º e 9º anos ).
Amabis, José Mariano
Biologia das células / José Mariano amabis, Gilberto Rodrigues martho. – 3. Ed. – São Paulo:
Moderna 2009.  -  conteúdo: V.1. origem da vida – citologia e histologia – reprodução e desenvolvimento.
conteúdo: V.2. a diversidade dos seres vivos – anatomia e fisiologia de plantas e animais.
Conteúdo V.3.genética – ecologia.
CRUZ, Daniel. Ciências & Educação Ambiental 6º ao 9º ano. 34 ed. São Paulo: Ática, 2003.
GEWANDSZNAJDER, Fernando. Ciências do 6º ao 9º ano. 4 ed. São Paulo: Ática, 2010.
GEWANDSZNAJDER, Fernando. Ciências do 6º ao 9º ano. 3 ed. São Paulo: Ática, 2008.
Martho, Gilberto. Pequenos seres vivos – viagem ao mundo dos microorganismos. São Paulo. Ática, 1998.
Pojeto Buriti: ciências / organizadora editora moderna; obra coletiva e concebida. – 3.ed – São Paulo: moderna 2013.
Obra V. 5. para alunos do 5º ano – ensino fundamental.

ÁREA DE CIÊNCIAS HUMANAS:
6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL:

GEOGRAFIA:
  DIVERSIDADES DO BRASIL: paisagens, população, cultura e os contrastes sociais do Brasil.
  BRASIL: divisão política e regional.
  REGIÃO NORTE: floresta Amazônica e seus rios, os povos da floresta e devastação da floresta Amazônica.
  REGIÃO NORDESTE: o litoral, as paisagens do sertão, agricultura do sertão e a cultura da região.
  REGIÃO CENTRO-OESTE: paisagens do pantanal e cerrado, a ocupação da região. Brasília: capital federal.
  REGIÃO SUDESTE: população e urbanização, indústria, setor comercial e serviços da região. Problemas
urbanos enfrentados na região.
  REGIÃO SUL: influência européia na região, agropecuária e indústria, o pampa gaúcho e fronteiras do sul
do Brasil com outros países.
  O BRASIL NA AMÉRICA DO SUL: colonização de exploração e povoamento, o Brasil no MERCOSUL.
  BRASIL E O MUNDO: os brasileiros no mundo, interligação com o mundo, o Protocolo de Kioto.

BIBLIOGRAFIA:
  Parâmetro Curricular Nacional do segundo ciclo – MEC
  Projeto Buriti 5 – Geografia – Editora: Moderna
  Coleção  Aprendendo  Sempre    Geografia    ano    Editora:  Ática    Autores:  J.  William  Vesentini,  Dora Martins e Marlene Pécora.
  Estação Geografia – 5º ano – Editora do Brasil – Autores: Alaíde Santos, Katia Pereira e Meiry Mostachio

6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL:
HISTÓRIA:
O PROCESSO DE INDEPENDENCIA DO BRASIL:
- O Brasil Colonial / Brasil Imperial;
- A economia colonial;
- A sociedade colonial;
- O primeiro império;
- O Brasil Imperial;
- O período regencial;
- O Brasil tem novamente um imperador;
- O segundo Império;

A PRIMEIRA REPÚBLICA
- A República Oligárquica;
- O poder dos coronéis;
- Movimentos sociais na Primeira República;
- Os movimentos rurais;

MOVIMENTOS SOCIAIS NA PRIMEIRA REPÚBLICA
- Os movimentos urbanos;
- A vida urbana e a indústria;
- A industrialização do Brasil;
- Operários: O trabalho nas fábricas;
- Os imigrantes;

O GOVERNO VARGAS
-O golpe de 1930 e a Era Vargas;
- A ditadura Vargas;
- O Brasil populista e o retorno de Vargas;
- Da era do rádio à televisão;
- O retorno e o fim de Vargas;

A DITADURA MILITAR E REDEMOCRATIZAÇÃO
- O golpe e a ditadura militar;
- A abertura política;

BIBLIOGRAFIA:
Projeto Buriti Historia - 5ºano – Editora Moderna
De olho no futuro edição renovada  – 5º ano – Quinteto Editorial
Coleção eu gosto História – 5° ano - Editora IBEP
Porta aberta nova edição – 5º ano – Editora FTD

9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL:
GEOGRAFIA:
  A regionalização do espaço mundial
  Os sistemas Capitalista e Socialista
  A Ordem Bipolar
  As diferentes formas de regionalizar o mundo (IDH, Norte/Sul,desenvolvimento socioeconômico e outro.
  A economia global
  As características da economia global e o desemprego
  As transnacionais, os blocos econômicos e os financiadores da economia mundial
  O continente americano
  Localização e regionalização
  A formação histórica
  As características físicas (estrutura geológica, relevo, clima e outros)
  Ü A população e a estrutura etária dos principais países
  A economia e o desenvolvimento dos setores econômicos
  Características gerais da América do Norte, América Central e
  América do Sul
  O Brasil e sua política externa
  A participação brasileira nos organismos internacionais, como a OMC, a ONU e outras.

BIBLIOGRAFIA:
  Projeto Araribá 8ºano
Geografia
Organizadora: Editora Moderna
  Estudos de Geografia
Autor: Demétrio Magnoli
Editora: Atual
  Geografia Espaço e Vivência
Autores: Levon Boligian, Vanessa Garcia, Rogério Martins e Andressa Alves
Editora: Atual.

9ºANO DO ENSINO FUNDAMENTAL:
HISTÓRIA:

ILUMINISMO
- Identificar as principais idéias do pensamento iluminista;
- Compreender o iluminismo como elemento de ruptura com a mentalidade do Antigo Regime;
- Relacionar o sistema parlamentarista inglês ao iluminismo.

REVOLUÇÃO FRANCESA
- Identificar os elementos da Revolução a partir dos quais a sociedade contemporânea foi construída;
- Reconhecer a importância da Declaração Universal dos Direitos do Homem e do Cidadão na construção da
idéia cidadania.

IMPÉRIO NAPOLEÔNICO
- Identificar as mudanças geopolíticas estabelecidas durante o período napoleônico.

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
- Compreender as mudanças econômicas, sociais e ambientais decorridas da Revolução Industrial;
- Identificar as novas relações de trabalho;
- Relacionar a luta operária de ontem e de hoje;
- Identificar as reivindicações operárias no contexto da Revolução Industrial.
LIBERDADE NAS AMÉRICAS
- Compreender a Independência das 13 colônias inglesas na América no contexto da crise do antigo sistema colonial;
- Identificar diferenças e semelhanças dos processos de independência da América Portuguesa e América Esp anhola;
- Reconhecer os limites da independência alcançada pelos países da América Latina;
- Identificar as transformações implementadas por D. João na cidade do Rio de Janeiro.

O IMPÉRIO BRASILEIRO
- Identificar o projeto de construção do Estado na formulação da Constituição de 1824;
- Entender o que é ser cidadão no império;
- Contextualizar a crise do Primeiro Reinado;
- Analisar a atuação dos movimentos sociais no período Regencial;
- Discutir trabalho escravo e mão-de-obra livre;
- Compreender a dinâmica das relações econômicas no processo de transformação da realidade histórica.

O SÉCULO XIX: ÁFRICA, AMÉRICA E EUROPA
- Compreender a expansão colonialista européia no século XIX;
- Correlacionar mudanças geopolíticas no continente africano à expansão imperialista;
- Correlacionar a configuração territorial e econômica das Treze Colônias à Guerra de Secessão;
- Entender os movimentos revolucionários do século XIX;
- Entender o conceito de nação.

BIBLIOGRAFIA:
Projeto Araribá Historia - 8ºano – Editora Moderna
Estudar História: Das origens do homem à era digital – 8º ano - Editora Moderna
História: Das cavernas ao terceiro milênio – 8º ano - Editora Moderna
História e vida integrada – 8º ano – Editora Ática

1º ANO DO ENSINO MÉDIO:
GEOGRAFIA:
  PAÍSES E CONFLITOS MUNDIAIS: Estado, nação, território e país. As grandes guerras e a Guerra Fria;
conflitos em escala global, suas razões e principal foco; terrorismo e tipos de ações terroristas.
  GLOBALIZAÇÃO E ORGANIZAÇÕES MUNDIAIS: as fases da globalização; desemprego; cultura e sociedade de consumo; problemas ambientais no século XXI e conferências mundiais e meio ambiente; organizações econômicas; blocos econômicos, regionais e interesses nacionais; direitos humanos e a ONU.

  O CONTINENTE EUROPEU: quadro natural e problemas  ambientais, população e suas característica; fluxos migratórios; a economia européia e seus aspectos; a União Europeia (origem, evolução e política).

  LESTE EUROPEU E A CEI (COMUNIDADE DE ESTADOS INDEPENDENTES): a dominação russa e
soviética; a crise do socialismo e o fim da bipolarização; a modernização das ex-repúblicas soviéticas; a formação da CEI; comércio entre países da CEI; separatismo checheno na Federação Russa; Europa oriental (econ omia e aspectos sociais).

  CONTINENTE ASIÁTICO: diversidade e regionalização; aspectos populacionais; crescimento demográfico
e desigualdades sociais; urbanização e meio ambiente; diversidade cultural e religiosa; economia da região; a
Ásia agrícola e o setor industrial; recursos minerais e religiões oriundas do continente asiático.

  DESTAQUES REGIONAIS DO CONTINENTE ASIÁTICO: Rússia, CEI, e G-8; o Japão e os Tigres asiáticos (população e ascensão econômica); China e seu desenvolvimento econômico, sua modernização e recursos
minerais; Índia e seus aspectos econômicos, suas desigualdades sociais e conflitos étnicos.

  CONTINENTE AFRICANO: quadro natural e regionalização da África, a economia africana com sua industrialização tardia e incompleta; fragmentação territorial da África e imperialismo europeu; o difícil acesso às novas tecnologias e da globalização; conflitos no continente geradores de fome, pobreza e doenças.

  OCEANIA E REGIÕES POLARES: características naturais e população da Oceania; comércio internacional
e sua economia; formação territorial e modelo econômico da Austrália e Nova Zelândia; as regiões ártica e antártica como território hostis à ocupação humana; atividades científicas na Antártida e no Ártico.

BIBLIOGRAFIA:
  Parâmetro Curricular Nacional do quarto ciclo – MEC
  Projeto Araribá – Geografia 9 – Editora: Moderna
  Atlas geográfico escolar – Ensino Fundamental – do 6º ao 9º ano – IBGE
  Jornadas. Geo – 9º ano – Editora Saraiva. Autores: Marcelo Moraes Paula e Angela Rama

1º ANO DO ENSINO MÉDIO:
HISTÓRIA:
BRASIL: REPÚBLICA VELHA: FEDERALISMO, CORONELISMO E POLÍTICA DOS GOVERNADORES.
REVOLTAS URBANAS E RURAIS: CANUDOS E VACINA

- Comparar as relações sociopolíticas estabelecidas no período, associando-as às práticas de diferentes grupos sociais;
- Identificar os mecanismos de exclusão socioeconômica no Brasil.

A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL E SEUS DESDOBRAMENTOS
- Compreender o contexto histórico da eclosão da Primeira Guerra;
- Discutir a dinâmica da guerra como estratégia de poder;
- Refletir sobre os problemas de uma guerra.

REVOLUÇÕES SOCIALISTAS: REVOLUÇÃO RUSSA, REVOLUÇÃO CUBANA, REVOLUÇÃO CHINESA.
- Caracterizar os processos revolucionários de matriz socialista;
- Reconhecer a dinâmica da organização dos movimentos sociais e a importância da participação da
coletividade na transformação da realidade histórico-geográfica;

PERÍODO ENTRE - GUERRAS:CRISE ECONÔMICA E SOCIAL E NAZI-FASCISMO
- Entender os impactos sócio-políticos de uma crise econômica;
- Identificar diferentes processos de produção ou circulação de riquezas;
- Desenvolver atitudes contrárias ao racismo, ao preconceito e qualquer forma de discriminação.

A ERA VARGAS: POPULISMO E DITADURA
- Identificar os agentes que favoreceram a ascensão de Getúlio Vargas ao poder;
- Compreender as transformações políticas e sócio-econômicas do período;
- Discutir os conceitos: revolução, populismo e ditadura.

A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL E A BIPOLARIZAÇÃO
- Identificar o contexto histórico da Segunda Guerra;
- Compreender o significado histórico das relações de poder entre as nações;
- Discutir os conceitos de hegemonia, dominação e Guerra Fria.

A DESCOLONIZAÇÃO AFRO-ASIÁTICA E OS CONFLITOS NO ORIENTE MÉDIO
- Questionar as visões preconceituosas sobre a África e o Oriente Médio;
- Estimular o respeito à diversidade cultural;
- Comparar a descolonização africana com a asiática.

BRASIL CONTEMPORÂNEO: DE DUTRA A SARNEY
- Comparar as diversas relações de poder democráticas e ditatoriais no período;
- Relacionar os movimentos de dominação e resistência no período varguista e na ditadura militar;

A CONSTITUIÇÃO CIDADÃ DE 1988 E OS DIVERSOS PROJETOS ECONÔMICOS BRASILEIROS
- Contextualizar os diferentes agentes que contribuíram para as sucessivas crises político-econômicas no Brasil;
- Compreender as lutas sociais e as conquistas obtidas na construção da democracia e da cidadania no Brasil
Contemporâneo

BIBLIOGRAFIA:
Projeto Araribá Historia - 9ºano – Editora Moderna
Estudar História: Das origens do homem à era digital – 9º ano - Editora Moderna
História: Das cavernas ao terceiro milênio – 9º ano - Editora Moderna
História e vida integrada – 9º ano – Editora Ática

2º ANO DO ENSINO MÉDIO:
GEOGRAFIA:
  A Ciência Geográfica
  A Geografia como Ciência da Sociedade
  Objeto de estudo da Geografia
  A evolução do pensamento geográfico
  Os métodos da Geografia
  A Geografia dos espaços: espaço geográfico, lugar, território, regiões e paisagem
  Aplicações do conhecimento geográfico
  O uso das técnicas cartográficas como recursos de análise do espaço geográfico
  A Geografia e suas tecnologias
  Espaço geográfico: percepção e representação
  Orientação, localização e coordenadas geográficas
  Paralelos e Meridianos
  Coordenadas Geográficas
  Os mapas e a linguagem cartográfica
  Convenções cartográficas
  A representação gráfica do relevo
  Escalas
  Projeções Cartográficas e visões do mundo
  Cartografia e novas tecnologias: GPS, sensoriamento remoto e SIGs
  O Dinamismo do planeta Terra
  A Dinâmica Geológica e Morfológica da Terra, suas implicações sociais e econômicas
  Origem e estrutura interna da Terra
  As camadas da Terra e as suas descontinuidades
  A escala geológica do tempo e as grandes estruturas geológicas
  A deriva dos continentes e a tectônica de placas

BIBLIOGRAFIA:
  Conexões - Estudos de Geografia Geral e do Brasil - Volume Único
Autor: Terra, Lygia; Guimarães, Raul Borges; Araujo, Regina
Editora: Moderna
  Geografia Geral e do Brasil - Espaço Geográfico e Globalização
Autor: Sene, Eustaquio de; Moreira, Joao Carlos
Editora: Scipione.
  Território e Sociedade no Mundo Globalizado - Geografia Geral e do Brasil
Autor: Mendonça, Cláudio; Lucci, Elian Alabi; Branco, Anselmo Lazaro
Editora: Saraiva.
  Geografia – Conexões – Moderna Plus
Volume único
Lygia Terra, Raul Borges Guimarães, Regina Araujo
  Geografia para o ensino médio
Autor: Demétrio Magnoli
Editora : Atual

2º ANO DO ENSINO MÉDIO:

HISTÓRIA:
RENASCIMENTO
- Comparar o Renascimento com o período medieval;
- Associar o Renascimento aos novos paradigmas nas artes e ciências;
- Compreender a ênfase dos renascentistas no antropocentrismo;

REFORMA E CONTRA-REFORMA
- Analisar os agentes de crise da Igreja Católica;
- Comparar as principais correntes do cristianismo protestante e suas implicações socioeconômicas e políticas;
- Desenvolver comportamentos de tolerância religiosa.

OS ESTADOS NACIONAIS
- Analisar o Estado Nacional Moderno, enfatizando a concentração de poderes nas mãos do rei;
- Comparar as práticas mercantilistas;
- Caracterizar o processo de Expansão Marítima;
- Compreender as relações de interdependências entre as diversas regiões a partir da expansão marítima;
- Analisar as mudanças geopolíticas

ÁFRICA
- Compreender a diversidade política e cultural da África no momento precedente à Expansão Marítima;
- Compreender as relações comerciais e culturais estabelecidas entre africanos e europeus;
- Comparar a cultura brasileira contemporânea com a diversidade étnica do Brasil no período Moderno.

AMÉRICA
- Analisar as principais organizações sociopolíticas na América Pré-Colonial;
- Comparar os conflitos culturais, sociais, políticos, econômicos pré-coloniais e contemporâneos

AMÉRICA COLONIAL
- Comparar a colonização espanhola, inglesa e portuguesa;
- Caracterizar as relações de trabalho na América, enfatizando a formação e consolidação do sistema escravista;
- Identificar os grupos sociais no Brasil Colônia e as suas relações de poder ;
- Analisar as diferentes atividades econômicas no Brasil Colonial.

BIBLIOGRAFIA:
História das Cavernas ao terceiro milênio. Volume único - Editora Moderna
História – Volume único- GISLANE e REINALDO – Editora Ática
História Geral e do Brasil. Volume único. VICENTINO e DORIGO – Editora Scipione
Tomem conhecimento e providenciem os órgãos interessados.

Boletim da PM Nº 189 – 14 Out 2014
(Nota nº 1916 – 14OUT14 – DGEI/1)


"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20