13 de junho de 2008

O SEU TEMPO ESTÁ SE ESGOTANDO, CABRAL....

É até difícil começar...

Não sei até quando vou suportar esse descaso governamental e essa política BURRA E IGNORANTE de (in)segurança pública. Porém, infelizmente, caso a corda arrebente, serei eu o maior prejudicado. Toda hora é policial morrendo. E por nada. Gera ânsia de vômito, até. Como um ser no comando desta MERDA de Estado não se preocupada para mudar esta MERDA de situação?

Quem ainda terá tem que morrer para isso mudar, Sr. Governador? Ou quantos? Mais uns 10? Ou 100? Para o Sr. não deve importar mesmo, com tanto que não seja você ou alguém de sua família, deves pensar tu, não?

Não vê que o tempo está se esgotando, Sr. Governador? Vai agir quando? O tiro vai sair pela culatra. Até quando seremos tratados como animais? Aliás, animais na Polícia Militar tem tratamento sem igual. Já o aparato humano nem se fala.

Policial mal pago culminará nesse atual quadro em que se encontra nossa Cidade, nosso Estado. Este quadro de terror, de miséria, de fome. Até quando, pergunto eu? Até que eu morra? Espero que não esteja desejando isso para mim, pois eu não desejo tal fato para Vossa Excelência. Espero que viva muito, para que o Sr. tenha a oportunidade de ver ainda neste século, um Rio de Janeiro governado por alguém competente e digno. Que saiba respeitar os órgãos basilares do serviço público.

Dá nojo de ser policial no Rio de Janeiro. Nós, PPMM, sentimos vergonha de falar que somos policiais militares fluminenses. Aqueles que se orgulham disso, não utilizam a Instituição para sobreviver. Fazem dela um bico, um 2º emprego. Estão pouco se importando com isso. Tão nem aí se tem 100 ou 200 anos. Poderia ter até 500. Não faria a menor diferença.

Eu, como tiro dela todo o meu sustento, tenho dever de ainda acreditar. É muita burrice da minha parte sim e isso, é o principal motivo por estarmos nessa deplorável situação. Por acreditar em uma Instituição que só lembra de nós quando deitamos em um caixão. Algúem pagará por isso. E pagarão caro.

Não sabem o que estão fazendo, Governantes. Preferem fazer vista grossa à ver a dura realidade.

Continuem expulsando os bons praças. Expulsem todos. Justifiquem a sua "limpeza" naqueles que sangram pela população. Façam vista grossa aos maus oficiais e maus praças que se fazem de santo. Enganam a população. À mim não.

E termino, muito P* da vida com essa sujeira governamental que assola nosso Estado.

Que Deus tenha consigo mais essas almas levadas pelo descaso daqueles que deveriam salvaguardá-la. Foram para um lugar melhor. De justiça plena. De luz. De salvação. São eles:

Soldado PM Márcio Carvalho Pereira, 29 anos;
Soldado PM Anderson Felipe, 25 anos;
SUB TEN BM Sérgio Rodrigues da Silva, de 52 anos;
SGT BM Luís Carlos Gonçalves Fischer, de 41.

*E infelizmente, incluo o SGT PM Jorge Luís Cordeiro, de 42 anos, baleado em serviço, por marginais da Favela do Acari.

Vão todos com Deus.

GOD HELP US! NOS AJUDE SENHOR. LIVRASTE-NOS DESSE MAL.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20