PESQUISAR ESTE BLOG

15 de dezembro de 2009

OS GOVERNANTES ACORDARAM PARA A NOSSA REALIDADE

Tarso defende mínimo de R$ 3.200 para polícia do Rio

MARCELO AULER - Agencia Estado


RIO - O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou hoje que está trabalhando junto à Comissão de Orçamento do Congresso Nacional para reservar, em 2010, cerca de R$ 900 milhões para uma bolsa complementar no Rio. O mecanismo servirá para pagar um salário mínimo de R$ 3.200 mensais aos policiais militares, civis, guardas municipais e bombeiros.

Segundo Tarso, o salário "é fundamental para que o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) dê certo". O ministro também disse que até 2016, a bolsa deve vigorar em todo o País, garantindo o mesmo salário dos policiais do Rio. No entanto, os Estados terão que aprovar em Assembleia Legislativa as leis que autorizem o orçamento estadual a incorporar estes salários sugeridos.

Tarso disse que o Rio foi escolhido por conta do compromisso assumido pelo governo federal de preparar a cidade para os Jogos Olímpicos de 2016. "Com isto, estou fazendo o que já tinha feito no Ministério de Educação quando, através do Fundeb, garantimos o pagamento de um salário base para os professores", justificou.

O ministro afirmou que, assim como se exige que os policiais respeitem e tratem as pessoas com dignidade, os governos devem respeitá-los pagando salários dignos. "Atrás de um policial que recebe R$ 900 mensais há uma família em dificuldades", afirmou. 
 
Leia mais no Estadão.com.br
 


 
Caros Senhores,

Como podem perceber, a nossa voz ecoou. E aqueles que deveriam nos ajudar, já manifestam o interesse, mesmo que de tabela, em nos ajudar. 
 
A sensação é boa, pois não são vozes de governantes deste Estado. São vozes "de cima".
São vozes que pelos menos quando são utilizadas, costumam tornar-se realidade. Lembram-se do Pronasci? Ninguém acreditava. E aconteceu. Eu pelo menos vivo da Bolsa Formação. Como muitos de nós.
 
Acho que agora é chegada a hora!

Vamos ACREDITAR!


Um comentário:

  1. Senhores,mais uma vez vemos a vontade dos nossos dirigentes em nos ludibriar e dividir.Sim,pq creio que eu tenha uma profissão e um emprego e não um biscate.Digo isto pois não acredito nestas gratificções que apenas calam a nossa boca e dividem a tropa entre os que podem e os que ão podem receber.Uma outra coisa:um cabo deve ganhar o mesmo que um soldado?Um Sgt deve ganhar o memso que um Cb?Isso pq ainda nem toquei nos absurdos que já foram cometidos e que resultaram em muitos oficiais que percebem menos que praças.Vejam bem,n sou contra um piso de R$3.200,00,até acho pouco se comparado ao nosso dia-a-dia.Mas se um Sd PM recebe esse valor os demais devem receber acima desse valor.E nossos bravos homens e mulheres que estão reformados,na reserva ou são pensionistas,não merecem este valor?Eles n trabalharam,sangraram e,em muitos casos,morreram pela PM?Ou será que nós não lembramos deles pq nunca iremos reformr,ir para reserva ou deixar pensionistas?
    Nossa voz ainda foi ouvida por eles e será muito bem calada se formos covardes de aceitarmos este absurdo,deixando a PMERJ se afundar como nunca se viu.

    ResponderExcluir

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20