10 de junho de 2010

Jovens de classe média são acusados de desacatar policiais militares em Ipanema

Um deles é o irmão do estudante Daniel Duque, morto em junho de 2008, na porta de uma boate, por um PM que fazia segurança do filho de uma promotora.

O Dia On Line - (Lei a notícia na íntegra clicando no link deste post)

Primeiro vou parabenizar a atitude dos nobres colegas de farda, que não se intimidaram com o suposto delinquente e o conduziram à delegacia.

Em segundo lugar, espero que o delegado investigue corretamente, sem omitir possíveis indícios de desacato aos policiais militares, cujos dados serão extremamente necessários ao oferecimento da denúncia, em caso de comprovação do cometimento do delito.

Senhores policiais militares: estou confiando a conduta de vocês. Espero que tenham ralizado o procedimento de acordo com os ditames legais previstos em nosso ordenamento jurídico. Se o criminososo (suspeito) encontrava-se dentro das condições necessárias para o conduzimento à delegacia e assim o fizeram, parabéns.

Não é somente na baixada e zona oeste que vários crimes deste grupos de marginais utilizam-se desta modalidade de crime. Não importa em qual área. Sem documentação? Auto apreendido. Desacatou? Voz de prisão.

Não se intimidem diante dos marginais da classe média. Estes são os piores. A mãe do menino mimado sem educação vai ajuizar ação? Ajuizem também. Para isso pagamos advogado particular, diretamente descontados em nossos contra-cheques. Se não pagam, aconselho que adotem esta medida. Ainda somos o bode expiatório do Estado e dele precisamos nos proteger. Querem trabalhar? Parabéns. Mas trabalhem direito. Assim como o fizeram nesta excelente atitude.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20