PESQUISAR ESTE BLOG

8 de março de 2009

EXPONDO FATOS E IDÉIAS

Estou de volta depois de um pequeno período de descanso. É verdade que ficar de fora da "blogosfera policial" é angustiante e eu não prefiro não me ausentar por muito tempo do que além de 1 mês ou mais, mas desta vez fui um pouco além.
Mas, passado este perídodo, tive tempo para reorganizar idéias e repensar este blog. E, após ter pensado bastante, irei agora focar meus assuntos em fatos relativos ao Governo do Estado, de forma direta, e não à Segurança Pública somente. Com isso, estarei ampliando o rol de infomações e principalmente, adotando esta postura, estarei tendo um visão mais abrangente de nossos problemas e porque eles existem e/ou são resolvidos ou não. Neste caso, teremos a oportunidade de reunir e formar uma opinião mais concreta e tentar enxergar o porque das coisas. Obviamente, o blog "Um Conto de Fardas" terá objetivo e foco (Segurança Pública), porém irei na raiz para que todos nós possamos expor e tentar expulgar esse mal que afugenta nosso Rio de Janeiro, nosso Brasil. Então vamos nessa.
Vou começar primeiro com as boas notícias. A PEC 300 está com os refletores apontados para ela. Muitos políticos estão tentando se promover em cima desta proposta e nessa corrente, estamos nós, que devemos cumprir nosso papel. Já existe um abaixo assinado on-line (http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/3863) onde lá devemos fazer o que já sabemos. É do nosso interesse, da sociedade, de todos. Estamos vivendo o caos na Segurança Pública e a casta não está nem aí. Mas nós, que precisamos dela, temos a obrigação de mudar isso. Ou senão acordaremos em estado de sítio já já.
Que o Gov. Sérgio Cabral é um incompetente todos nós sabemos. Mas imaginem a dupla dos Garotinho voltando ao poder. Impossível? Sabemos que não é. E já estão mexendo seus pauzinhos para voltar a roubar aqui. Está ruim com o Cabral? Ficará pior, muito pior com o Casal 20.
Os políticos não sabem mais o que fazer ou deixar de fazer para continuar no comando. Só não fazem o que tem que ser feito.
Olimpíadas? Copa do Mundo? Sim. Hospital, escola? Não. Deveriam entregar o Rio de Janeiro para os turistas de uma vez por todas. O capital que aterrisa em solo fluminense não é convertido em benfeitoria! Cadê a verba? O Paes está recapeando algumas principais estradas e ruas da cidade. Muito bom. O salário dos motoristas da SAMU que foram demitidos está servindo para alguma coisa.
Falta virtuosidade. Os valores foram substituídos pelo bem estar próprio, individual. Os princípios, foram invertidos. O Estado é e deve ser o instrumento de realização do indivíduo. Não é isso o que percebemos mas nem por isso podemos deixar de lutar. A Democracia é a nossa principal arma. Mesmo em instituições militares, como a PMERJ, que possuem uma "casca", onde seus comandantes estão em uma zona de conforto e dela não querem sair jamais, podemos sim, imputar-lhe a Democracia. Ela queira ou não. A sociedade está embutida de todos os valores necessários para a convivência social harmoniosa. Ou seja, em nós. Precisamos gostar e entender de política. Caso contrário, seremos governados por quem gosta.
Está sendo injustiçado? Processe. Corra atrás. Seja quem for. Não deixe passar em branco. O "deixar pra lá" alimenta ainda mais esta situação de crise. Vamos explodir essa onda de corrupção e criminalidade. Se nós, a sociedade, cruzarmos os braços, aqueles que já estão "lá" vencerão. Vamos respeitar as leis. E fazê-las funcionar. A adesão à lei é o princípio da reciprocidade. Podemos então começar a partir daí. E conseguiremos um dia estancar esse mal.
FORÇA, HONRA E FÉ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20