10 de agosto de 2013

APÓS EXONERAREM O ANTIGO CMT GERAL ERIR RIBEIRO COSTA FILHO...

...O novo Comandante Geral da Corporação, o Coronel PM José Luís Castro Menezes é investigado pelo Ministério Público, por usurpação de função pública. Bem, pelo menos, até ontem, quando  o processo fora arquivado de forma, diria eu, misteriosa. Bastou o novo CMT Geral assumir o cargo para isso acontecer... Realmente estranho...

Enquanto isso, o antigo CMT Geral continua recebendo o carinho da tropa que ele tanto defendeu, até os seus últimos minutos, principalmente em pronunciamento acerca dos Direitos Humanos, que não servem para a polícia e etc. Esse vai deixar saudades.

A história continua. Entra Comando, sai Comando e tudo permanece com antes, pelo menos em seu bojo. A sujeira como sempre só é varrida para debaixo do tapete. A PMERJ ainda é militar, a segurança brasileira ainda possui duas polícias por Estado, os Oficiais Superiores continuam corporativistas até a morte... É a farra do dinheiro público cumulada com o jogo de interesses políticos. Um ciclo que jamais terá fim. Claro, poderemos mudar isso ano que vem, votando corretamente, para acabarmos de uma vez por todas com o fascismo do PMDB e a ditadura velada do PT.

Não devemos esquecer de nossas bandeiras, caros senhores. Precisamos urgentemente de um Código de Ética e Disciplina, ao invés do famigerado e ultrapassado e supra-arbitrário RDPM; precisamos de respeito, tanto da sociedade quanto da Corporação; precisamos de uma polícia única e de ciclo completo; precisamos de mudanças drásticas na legislação penal, processual penal e na Lei de Execução Penal. Enfim, muitas coisas ainda precisam serem feitas afim de alcançarmos uma segurança séria e eficaz, e não o faz de contas que assola o país e favorece o jogo político e a corrupção das instituições de segurança pública.

Vamos votar naqueles que querem as mudanças acima elencadas. Não vamos nos iludir por promessas de salário somente. Vamos em frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20