11 de janeiro de 2012

E COM MUITO MEDO, O SR GOVENADOR LIBERA A REDUÇÃO DO INTERSTÍCIO

Senhores, não vamos nos iludir. A redução é boa? Sim, mas somente para elevar o salário em poucos reais e amaciar o ego de alguns. Mas devemos nos lembrar: a luta deve ser pelo SALÁRIO DIGNO, CONDIÇÕES DE TRABALHO ACEITÁVEIS E UM REGULAMENTO EMBASADO À LUZ DA CARTA DEMOCRÁTICA. 

ESSA DEVE SER A NOSSA BANDEIRA!

O Governador está com medo e está soltando a redução para acalmar os ânimos. Percebam que o intuito é somente esse, e tal medida não veio como promessa de campamha eleitoral; veio somente para colocar um pouco de água na fogueira. No entanto eu acho que essa água pode estar misturada com muita, muita gasolina....

Segue a publicação do Diário Oficial:

DECRETO Nº 43.411 DE 10 DE JANEIRO DE 2012
DISPÕE SOBRE A ALTERAÇÃO NOS DISPOSITIVOS
DO DECRETO Nº 22.169, DE 13 DE
MAIO DE 1996, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, no uso de
suas atribuições constitucionais e legais, tendo em vista o que consta no processo n° E-27/ 177/10000/2011,


CONSIDERANDO:


- que o Decreto nº 22.169, de 13 de maio de 1996, dispõe sobre promoções de praças, por tempo de serviço, na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro;
- que a política de valorização dos recursos humanos do Governo do estado consolida-se, entre outros aspectos, pela otimização do fluxo de carreira dos militares da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro; e
- que a diminuição do interstício para promoção nas carreiras militares servirá de estímulo para os seus integrantes, contribuindo para uma melhor prestação de serviços para a população.

DECRETA:
Art. 1º - Os incisos I, II e III do artigo 3º do Decreto nº 22.169, de 13 de maio de 1996, passam a vigorar com nova redação, sendo ainda acrescido ao mesmo artigo 3º os incisos IV e V, tudo da seguinte forma:


''Art. 3º -
I - Soldado a Cabo: possuir 06 (seis) anos de efetivo serviço prestado à Corporação, estando classificado, no mínimo, no comportamento ''BOM''.


II - Cabo a 3º Sargento: possuir 12 (doze) anos de efetivo serviço prestado à Corporação, estando classificado, no mínimo, no comportamento ''BOM''.


III - 3º Sargento a 2º Sargento: possuir 16 (dezesseis) anos de efetivo serviço prestado à Corporação, estando classificado,
no mínimo, no comportamento ''BOM'';


IV - 2º Sargento a 1º Sargento: possuir 20 (vinte) anos de efetivo serviço prestado à Corporação, estando classificado, no mínimo, no comportamento ''BOM''; e 


V - 1º Sargento a Subtenente: possuir 25 (vinte e cinco) anos de efetivo serviço prestado à Corporação, estando classificado, no mínimo, no comportamento ''BOM''.

Art. 20 - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação.


Rio de Janeiro, 10 de janeiro de 2011
SÉRGIO CABRAL

2 comentários:

  1. ACESSEM O BLOG
    SOS PMERJ

    http://sospoliciaismilitares.blogspot.com/

    TODA INFORMAÇÃO SOBRE O MOVIMENTO DOS POLICIAIS MILITARES!

    ResponderExcluir
  2. Só acrescentendo que esta história de intertício já estava no gabnete do comando a muito tempo, mas era uma carta na manga e foi lançado agora por causa da onda azul (pmerj) que vem deixando o mar deles(governo e cúpula) agitado.
    PMERJ força!

    ResponderExcluir

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill