PESQUISAR ESTE BLOG

22 de novembro de 2011

EXPEDIENTE DA CORPORAÇÃO - ALTERAÇÕES EM CARÁTER EXPERIMENTAL: INSUBSISTÊNCIA DE PUBLICAÇÃO

Não durou muito, como era de se esperar: está suspensa a medida reorganizadora do expediente da Corporação. Inteligentemente o Cmt Geral reviu sua decisão e deverá tomá-la com mais cuidado, em momento oportuno, de acordo com o teor do texto. Pelo menos que avisem com antecedência mínima de 6 meses quaisquer medida deste tipo. Nós, praças de polícia (represento os praças somente), temos vida e família, e coisas como essas desestruturam toda a família policial militar. Parabéns pela sensatez, CMT Geral. Nós, policiais militares, agradecemos a compreensão. Abaixo transcrevo a publicação:

ÍTEM 16:
EXPEDIENTE DA CORPORAÇÃO – ALTERAÇÕES EM CARÁTER EXPERIMENTAL INSUBSISTÊNCIA DE PUBLICAÇÃO – DETERMINAÇÃO.

Considerando a reunião havida entre o Diretor de Pessoal da Ativa e a Comissão representativa de Oficiais e Praças das OPM´s sediadas no Quartel General;

Considerando que toda mudança deve ser precedida de uma comunicação prévia para a devida redefinição de papéis e rotinas;

 Considerando o compromisso firmado pela Comissão de se cumprir integralmente as 12 horas de serviço, inclusive nos sábados, domingos e feriados se houver necessidade;

Considerando a ausência de um software corporativo de gestão que otimize e racionalize o emprego do Policial Militar;

Este Comando, atendendo a solicitação do Diretor de Pessoal da Ativa, torna insubsistente a Publicação contida no Bol PM nº 028 de 11 Nov 2011, páginas 95 e 96, item 01, ficando os Comandantes, Chefes, Diretores e Coordenadores responsáveis pelo fiel cumprimento obrigatório da jornada de trabalho de 12 horas nas Unidades que, justificadamente, tal regime se faça necessário.

(NOTA Nº 0003/2503-2011 – 21 Nov 2011)
Bol da PM n.º 032 - 21 Nov 11

Um comentário:

  1. Boa noite. Nobre colega. Infelizmente ainda faço parte dessa bicentenária corporação, que na minha opinião já deveria ter sido extinta outrora.Quero exarar meu protesto em face do Estado do Rio de Janeiro pelo tratamento dispensado aos policiais especialmente os militares.Na verdade a Segurança Pública não agoniza, a sociedade fluminense está velando-a até ser enterrada em definitivo.Estou no 8º período do curso de direito, sou empresário, porém assestei uma ação de reforma, que versa exclusivamente de direito(30 meses de LTS), sem o questionar o mérito da lesão, de caráter permanente. Cansei de ser humilhado e ter por diversas ocasiões ter ficado desprovido de dignidade e de não poder reivindicar um direito. Bem, espero ter sintetizado o que penso, e vislumbro dessa corporação falida.Até breve.

    ResponderExcluir

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20