PESQUISAR ESTE BLOG

31 de março de 2011

REFLEXO DO CIDADÃO BRASILEIRO: Adriano debocha de leis e blitz da PM

Já é de amplo conhecimento da população carioca que o jogador de futebol Adriano costuma dirigir embriagado, portar fuzil com os amigos de infância da favela, entre outros. Eu poderia ficar aqui listando as intermináveis "fraturas da lei" cometidas por ele durante anos a fio, pois sabemos muito bem que ele só não está "preso pra caramba" pois obviamente pode pagar um corpo de advogados de primeiríssima linha.

Entretanto, o foco da questão é o seguinte: porque Adriano é a face reflexa da população fluminense e muito possivelmente, a da brasileira? Porque ele debocha das leis e dos agentes policiais ostensivos como se estivesse em um patamar acima dos brasileiros comuns (muito provavelmente ele está)? É a sensação de que ele é imune? Ou será a certeza da impunidade? A educação que ele teve em sua juventude? Ou sua convivência desde cedo com marginais?

Infelizmente a face mostrada por uma pessoa como a do Adriano é aquela que não possui conhecimento algum, mesmo que científico, porém tem o poder para comprá-lo. É o típico caso do "se cair em mãos erradas". Não que seja esta a face de todo o brasileiro e de longe prtendo generalizar mas, sabemos que é, em sua grade maioria.

Nossa história, nosso surgimento, tudo influenciou para que chegássemos a tal ponto, tamanha a origem da ignorância. Veja a eleição da Dilma Roussef: a população não consegue perceber que é preciso oxigenar o poder; que é preciso haver mudanças para que haja a esperada evolução. Rezo para que tenha ficado a lição.

Nossas leis foram criadas e pensadas para execrar o faminto, o pobre. O sem condição. O descasmisado, como já disse um infeliz Presidente dessa República um dia.

A classe que saiu pela tangente, ri das leis. E ri de si mesmo. Achar graça de estar em um país dominado por seus governantes eleitos, é achar graça por estes mesmo seres sem quaisquer tipo de consciência que neles votaram. Se você acha que a lei não serve para você, muito provavelmente você nunca participou da história de seu país e sempre procurou viver sob a égide de alguns poucos abastardos ou então lutou contra a maré durante sua vida inteira, alimentado este poder com suas parcas gotas de suor e às vezes de sangue.

Sem conhecimento não se chega a lugar nenhum. Porque será que a educação não funciona neste país? Porque será que os professores ganham um salário de fome? Será que seria realmente interessante para os detentores do poder, terem pessoas muito bem educadas e com alto nível de conhecimento em nosso país? Eu acho que não.

Funciona também no nosso caso. O nível intelectual da PMERJ beira o osctracismo do conhecimento. Alguns, que se preocupam em ser profissionais de segurança de ponta, o fazem por questões e interesses próprios, pois para a corporação, se você for pós graduado em segurança púiblica, bacharel em direito e pós graduado em direito penal e processo penal, não adiantará nada se você for soldado, cabo ou sargento. A coporação prefere que você saia a "contaminar os descamisados", para que não haja uma rebelião ou greve. O oficialato treme só de pensar.

Precisamos de leis mais rígidas? Eu acredito que não. Nosso código penal, de 1940, funciona muito bem. Contudo, sua aplicabilidade está ultrapassada.  O processo penal é que está velho. Penas mais severas não mudariam cidadãos como Adriano, que ainda poderiam pagar bons advogados para pelo menos, responder o processo em liberdade e cumprir 1/6 da pena em regime semi-aberto, reultantes de um homícidio duplamente qualificado ao dirigir embriagado e atropelar uma família inteira num ponto de ônibus. Não, isso não aconteceu. Mas já aconteceu com outros...

Precisamos sim de um processo mais célere, dinâmico e inteligente. De sentenças mais rápidas e precisas. Mas para isso, precisamos de cidadãos com mais conhecimento para, votar nas pessoas certas para, estes eleitos criarem seus projetos de leis coerentes para o Presidente da Câmara ou do Senado colocá-la em pauta para por coneguinte o Presidente da República colocá-la em vigor, sancionando-a. Mas se um ser dessa cadeia tiver sido eleito por um brasileiro como o Adriano.....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20