13 de março de 2010

UM SONHO CHAMADO PRÉ-SAL OU UM PESADELO CHAMADO CABRAL?

Parecia um menino. Uma criança que perdera a sua lancheira na hora do recreio pelo meninos mais fortes e ainda, tomando um cascudo (moca) na cuca, daquelas que podemos escutar o cérebro até estalando.

Com pena não fiquei. Mexeram no cofrinho do Cabral. E fez birra! "Acabou tudo! Acabou Copa, acabou Olimpíadas", disse ele. Tudo está perdido, caros senhores. O que será de nós agora, Oh Meu Deus!

Querem uma simples solução? Vamos dividir o Estado novamente, como foi até 1975. Nós da capital seremos o Estado do Rio de Janeiro, e o restante será o Estado dos que Danem-se Todos. Não é assim? Não é esta política de desagregamento que estão tanto fomentando?

Nós da PMERJ já somos divididos mesmo. 20% de oficiais versus 80% de praças. Uma polícia dentro da outra. Uma de gabinete e outra de escurraçados. Na PCERJ, temos uma polícia não tão boa quanto a PMERJ, mas muito melhor em muitos aspectos administrativos e internos. Muito mais evoluída. Enfim, temos dois ou duas de tudo.

$e o$ royaltie$ do pré-$al devem ser encarado$ como patrimônio da União, não $ei por quai$$ motivo$$$$$$ não me intere$$a me$mo. O que não pode acontecer é o governadorzinho medíocre deste Estado usar este argumento como desculpa. Imaginem o patrimônio deste safado e todo o dinheiro lavado e desviado por este pilantra deste governador maldito, de m*. É da ordem dos bilhões, caros senhores.

Conseguiu também comprar todos os pobres e miseráveis com "as UPP" e com "as "UPA" da vida, e é bem capaz deste miserável governar por mais 4 anos. NÃO VAI DAR PARA AGUENTAR!! VAI SER DOSE PARA LEÃO!

Fim da Copa? Fim da Olimpíada? Ainda dá tempo de passar este batata para Madrid. E quem disse que eu estou procupado com isso? Todos nós sabemos que  Copa e Olimpíada só nos traria mais e mais serviços extras não-remunerados. Eu quero é que se f.....

Eu não pedi nada deste governador salafrário. É certo que o Estado perderá muito, mas isso não pode ser usado como desculpa. Obviamente que o seu teatro e apelo emocional poderá ainda render-lhe alguns frutos, afinal temos o Senado pela frente. Entretanto, se os parlamentares irão se comover com a birra de Cabral aí é outra história.

E com as PEC´s da vida travadas, teremos ainda mais um futuro incerto, já que as cabeças mudarão ano que vem. O que nós podemos fazer é votar naqueles mesmos nomes que lutaram por nossa causa, para mantê-los na luta no ano que vem. É claro que vai esfriar, mas não podemos deixar que a luta tenha sido em vão. Isto é um sonho que não se transformará em pesadelo. O pré-sal é da União e este pesadelo é do Cabral. Este pesadelo não é nosso! NÃO É NOSSO!!!

O POEPP vai ser cortado, a bolsa olímpica não virá mais. Entretanto isso não pode se transformar em motivo de tristeza e desânimo! Vamos sim usá-lo como válvula estimuladora para alçarmos vôo rumo a vitória certa! Basta acreditar e não daixarmos que a nossa luta até agora travada morra na praia! Não, ISSO NÃO VAI ACONTECER!

Caros. Não vamos nos preocupar com petróleo. Vamos continuar fazendo nossas seguranças quem estava fazendo, vamos continuar estudando que já estava. Tudo segue normal. Não podemos deixar que os governantes mudem nossas vidas. Temos que fazer por nós mesmos. O interesse político não é, de longe, altruísta. Deveria ser. Mas o capitalismo desenfreado os cegou. Logo, não coloque sua esperança na mão daqueles que a querem somente para si. Exemplo clássico é este governadorzinho barato e pirracento que se chama cabral. Prometeu e nada fez. Um traidor!

As esperanças que morrem nascem de novo! Não tenho dúvida.

Aqueles que já estão cansados estão indo emobra mesmo. Se eu já tivesse completado o tempo de serviço não ficaria nem mais um segundo. Somente na minha unidade, cinco  PPMM deram entrada na reserva remunerada. Eles estavam esperando por alguma melhoria. Mas...

Mas há uma vida la fora. A PMERJ está longe de ser um emprego digno. Não me refiro jamais a profissão, que é sim, digna. Contudo o Estado fez questão de afundar este profissionais num mar de petróleo, mesmo que estes não tenham nada  a ver com isso ou aquilo.

Caro governador: vá embora. Sua presença não é bem vinda.
Povo fluminense: vamos acordar.
Praças da PMERJ: Vamos estudar.
Oficiais da PMERJ: Parem de roubar.

Mas é claro. Isto são só conselhos. Cada um faz o que quiser! Eu estudo. Mas nem dinheiro de passagem eu tenho. Foi a escolha que eu fiz. Pelo menos eu pretendo que o meu futuro seja um sonho e não este atual pesadelo. Eu não me alimento de petróleo... Sonha cabral. Perde pré-sal. Pesadelo social.


4 comentários:

  1. Caro amigo de Farda.

    Minha continência a você pelo magnífico texto.

    Abraços.

    Praça QBMP01 CBMERJ

    ResponderExcluir
  2. Eu é que agradeço a sua nobre visita, irmão combatente do fogo e diuturno salvador de vidas!
    Minha continência.

    ResponderExcluir
  3. O GRANDE ENGODO TEM NOME: CABRAL!
    O intitulado Governador do Rio de janeiro, Sérgio Cabral, mais uma vez aparece para continuar a mentir e se utilizar do seu poder de ludibriar o povo. Interpreta mais um ato de farsa grega-barata e utiliza-se da mídia encabrestada por “favores” cheios de cifras. Só aqueles vacinados contra o seu virulento propósito de mascarar a verdade, podem enxergar claramente o objetivo eleitoreiro a que se propôs com esse comício sem discurso. Esse brincalhão e aleivador de notícias “pops”, apenas cumpriu a regra número 1 estabelecida por ele mesmo: ENGANAR E CRIAR ILUSÕES POR MEIOS DE TRAPAÇAS A QUALQUER PREÇO! Esperançoso, o povo do Rio não sabe, ainda, que foi massa de manobra de cartas marcadas na mesa de fraudes dos “royalties” do “nosso petróleo”, o pré-sal, blá, blá, blá...! Cabral, novamente, consegue jogar sua cortina de sombras nos olhos da massa. Aparece como o indignado bebe chorão (lágrima sem sal) e conclama o povo para reclamar do que já está decidido e é sabido: Nada será ou poderá ser mudado, porque nada aconteceu. Tudo acabará como começou, a mentira, carro chefe do seu comportamento. Como o ensaiado na peça que nos prega, Lula, no clímax, como o “Salvador do Mundo” fará o veto, se para o senado não for conveniente interferir no processo da tapeação. E no final Cabral dribla sua obrigações de governo: SAÚDE, SEGURANÇA E ENSINO e vem, ao mesmo tempo, prometendo tudo a todos. Então poderá fazer mais uma vez o seu estelionato rombudo nas eleições deste ano. Oremos!

    ResponderExcluir
  4. Olá companheiro(a)!

    O Cordel da Bola de Fogo mudou de nome! Agora se chama: Policiais e Bombeiros do Brasil. Se puder atualize o meu link para darmos continuidade à parceria. O novo link é http://www.policiaisebombeirosdobrasil.blogspot.com/

    Um forte abraço, sucesso em sua caminhada e
    JUNTOS SOMOS FORTES!!!!

    Cb BM Sardella.

    ResponderExcluir

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20