13 de dezembro de 2013

SERVIÇO ESCRAVO NA PMERJ: ESCALAS DE SERVIÇO ABUSIVAS NA PM PODEM SER ALVO DE AUDITORIA DO MP




O Deputado Estadual Flávio Bolsonaro divulga detalhes da reunião de quinta-feira passada (dia 12/12) na sua incansável luta pela Segurança Pública de qualidade e principalmente, contra os excessos dos Oficiais da Corporação, que teimam em dominar as vidas de seus subordinados como se fossem seus animais de estimação. 

Obrigado Deputado Estadual Flávio Bolsonaro. Nós Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro agradecemos.

Direto do canalBOLSONARO, Youtube

2 comentários:

  1. a única profissão no Brasil que não se admite erros, quando isso ocorre ou parece que ocorreu, no mínimo a prisão covarde que dizem ser disciplinar ao analisar friamente dentro de uma sala com toda segurança, aguinha gelada e todo tempo do mundo para decidir onde o pm errou, porém nada mais é o troco por arriscar suas vidas, não sou mais policial mas me preocupo com esses pais de família que não estão tendo o mínimo de dignidade, seus direitos deveriam ser respeitados.

    ResponderExcluir
  2. inquérito civil público não, tem que ser inquérito criminal,pois configuram crimes,de exploração, abuso de autoridade, de poder, coação ...

    ResponderExcluir

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20