PESQUISAR ESTE BLOG

12 de maio de 2009

VELOX - TÔ FORA!

Caros senhores visitantes do UM CONTO DE FARDAS:

Tenho estado afastado por um tempo desde final de abril passado e isso não se deve ao fato de estar desanimado ou coisa parecida. O contratempo, logo antecipando, é sobre o meu serviço de banda larga Oi Velox.

Sou cliente (era) há aproximadamente 4 anos e pasmem, eles próprios cortaram meu serviço. Não por atraso de pagamento. Ou mesmo falta deste. Mas sim por "inviabilidade técnica".

Esta "inviabilidade técnica" refere-se, principalmente, quando um cliente como eu e todos nós, sermos CONHECEDORES DE NOSSOS DIREITOS.

Após ter ficado sem conexão no dia 26 de Abril passado, solicitei visita técnica para reparo e, devido ao feriado, a atendente disse que não seria possível tal visita. Logo então, liguei para o órgão regulador das teles, a ANATEL. E após, fui informado pela Oi Velox que, por ter feito uma reclamação junto ao órgão, minha linha tornou-se "inviável tecnicamente".

Obviamente senhores que processarei a empresa e seus atendentes, que foi pífia e ultrajante no trato ao cliente.

Eu que era consumidor dos serviços da Oi Velox, não quero mais. Nem de graça. Ser tratado com desrespeito é pior do que pagar por um serviço que não funciona.

Devido a isso estarei um tempo fora, atualizando através da única LAN House que existe aqui perto de casa, até instalar outro serviço de internet banda larga.

Tentarei fazer 1 post por semana, com informaões úteis e atualizadas, principalmente a respeito da PEC 300.

E claro, amanhã a PMERJ faz 200 anos. Mas não vou dar os parabéns. Muito menos os pêsames. Será um dia como outro qualquer. Não fede nem cheira. Nada para comemorar e vou rezar para passar bem rápido.

Até logo senhores e bom dia a todos!
Força na luta!
Força Pec 300!

4 comentários:

  1. Nao desista irmao dessa luta!

    Excelente blog, divulgue tambem o das pracas da PMAL

    pracasdapmal.blogspot.com

    abracos!

    ResponderExcluir
  2. Polícia Militar - 200 anos - DEPUTADO FLÁVIO BOLSONARO

    PM em festa, tropa em luto

    Em seu bicentenário, vive a gloriosa Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro um grave momento, ante a falta de investimentos do Estado no que há de mais importante em segurança pública: o policial.

    Passa o Rio de Janeiro triste quadro de violência, sendo injustamente atribuída à PMERJ a responsabilidade pela inépcia de todos os instrumentos de prevenção ao crime.

    Revoltada, perde a sociedade o respeito e a confiança na Polícia. Abandonados, mal remunerados, aterrorizados por um regulamento disciplinar obsoleto e arbitrário e, ainda, submetidos a jornadas de trabalho desumanas, insalubres e arriscadas, sentem os integrantes da Corporação a morte de seus ideais e de muitos colegas de farda.

    A desmotivação é visível nos rostos dos policiais em qualquer viatura posicionada nas ruas. Sumariamente excluídos caso ocorram imprevistos polêmicos na ação policial, ficam temerosos por cumprirem seus deveres. Suas carreiras militares, de um dia para o outro, podem ser encerradas sem que sejam respeitados os princípios constitucionais da presunção da inocência, da ampla defesa e do contraditório. O PM hoje não tem segurança jurídica para trabalhar.

    O resultado é que muitos policiais estão esperando o tempo para passar à inatividade ou fazendo concursos para carreiras menos arriscadas e melhor remuneradas.

    A solução está nas mãos do Governador - que deveria estabelecer, com urgência, um conjunto de ações eficazes para a reconquista do espaço perdido para o crime e para a valorização e motivação da tropa, para que a PMERJ e seu efetivo comemorem outros séculos de glórias. Mantido o atual abandono, acabará por tornar-se, tão somente, um caso de polícia.



    * Flávio Bolsonaro é deputado estadual e integrante da Comissão de Segurança da Alerj

    http://extra.globo.com/geral/casodepolicia/posts/2009/05/14/pm-em-festa-tropa-em-luto-186119.asp

    ResponderExcluir
  3. A GRANDE TEIA QUE SE FORMOU NA INTERNET!

    CÓDIGO 800 - QUEM É SABE -CONFRATERNIZAÇÃO DA FAMÍLIA POLICIAL MILITAR.


    Hoje, atendendo convite do amigo, Sargento de Polícia Ricardo Garcia, compareci ao Clube Marajoara, em Niterói, onde foi realizado um churrasco de confraternização da família Policial Militar.
    Em um ambiente muito agradável e fraterno, conversamos sobre os problemas da nossa amada Polícia Militar, estreitando os laços de camaradagem que devem nortear a vida castrense.
    O evento foi promovido pelo grupo “CÓDIGO 800 – QUEM É SABE”, integrado por Praças da Polícia Militar que tem por objetivo proporcionar dignidade a todos integrantes da bicentenária Instituição Militar.
    O Sargento de Polícia Ricardo Garcia apresentou uma série de sugestões, a maioria delas direcionada ao apoio aos Militares de Polícia e aos seus familiares, porém, também foi abordada a necessidade urgente de mudanças no Regulamento Disciplinar, bem como, no Estatuto do Policial Militar.
    Eu fiquei muito feliz por participar do encontro, sobretudo, por ter presenciado um grupo de Praças motivado para promover mudanças na Corporação, agindo dentro da legalidade e no exercício dos seus direitos constitucionais.
    Tenho certeza que o grupo irá prosperar e alcançar vários dos objetivos propostos, pois, “JUNTOS SOMOS FORTES!”
    A senhora Márcia do Movimento das Mulheres de Atitudes Independentes (MMAI), também participou do encontro, demonstrando a sua felicidade pelo lançamento, na próxima terça-feira, do tablóide do MMAI.
    Conheci a senhora Cláudia, uma das integrantes de um grupo composto por mais de 30 (trinta) viúvas de Policiais Militares, grupo que tem buscado através da união, diminuir a dor e as conseqüências da perda dos seus maridos, os seus heróis, Policiais Militares.
    Essa iniciativa merece o apoio de todos nós, inclusive, de toda a sociedade fluminense.
    O tema política foi muito discutido, principalmente com relação a membros do legislativo fluminense, que quando candidatos prometeram mundos e fundos aos Policiais Militares e que, depois de eleitos, nada fizeram, revelando-se verdadeiros falastrões.
    A idéia do grupo é apoiar um Praça da Polícia Militar para concorrer à Deputado Estadual e apoiar outro Praça para concorrer à Deputado Federal.
    Eles tem certeza que Policiais Militares conseguem eleger Policiais Militares.
    Eu assino embaixo, não tenho qualquer dúvida de que a UNIÃO irá proporcionar essas vitórias, todavia, precisamos fechar em um pequeno grupo de candidatos, o que não pode acontecer novamente é a existência de centenas de Policiais Militares se candidatando, o que acaba por não eleger ninguém.
    Foi um encontro excelente e que ocorrerá outras vezes, com as bençãos de Deus.


    http://celprpaul.blogspot.com/2009/05/codigo-800-quem-e-sabe-confraternizacao.html

    ResponderExcluir
  4. No RJ a OI não tem capacitação técnica, no que eles insistem em dizer " falta de disponibilidade técnica", deveria ser dito, "o seu velox não pode ser instalado por nossa falta de capacidade técnica ou interesse da empresa"
    Imagine em Recife, que eu conheço um engenheiro da Oi que foi demitido, e justamente estive estive uma conversa sobre esse assunto, vamos lá!
    Texto da mentira:
    A OI estreou seu primeiro serviço de banda larga de alta velocidade no Brasil na região metropolitana de Recife.

    A partir da segunda-feira (14), a telecom vai comercializar pacotes com velocidades de 14, 20, 40, 60 e 100 Mbps em Pernambuco. Antes, a tele limitava sua oferta a no máximo 8 Mbps na região.
    Leia também:

    o Brasil usa menos 3G que média mundial (02/09/2009)
    o Telefônica diz que já vendeu 15 mil Speedy (31/08/2009)

    De acordo com a telecom, inicialmente poderão assinar os serviços apenas usuários de Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes. O pacote de 14 Mbps vai custar R$ 109,90 e a velocidade mais cara, de 100 Mbps, R$ 529,90.

    Na avaliação da Oi, usuários residenciais devem se interessar por pacotes de até 60 Mbps. A alternativa de 100 Mbps, prevê a Oi, será mais procurada por usuários corporativos, que compartilham a banda entre várias máquinas.

    Para entregar as velocidades prometidas a Oi diz que usa as tecnologias ADSL2+ e VDSL na maior parte da região atendida. O pacote de 100 Mbps, no entanto, exige levar um cabo de fibra óptica até o ponto de conexão do consumidor.

    Não tem como acreditar que a OI tenha essa capacidade, não acredito que a OI tenha essa capacidade técnica de instalar cabo de fibra ótica na casa dos assinantes, aqui no RJ existe duas empresas, a SEREDE que tem um número de pesoal que esta de parabéns, eles praticamente moram na rua onde eu resido, e a Nokia/Siemens, que não tem capacidade técnica disponível suficiente para resolver os problemas do OI Velox, o tal do OI Plug, como é chamado o 3G da OI, que também é administrado por essa empresa, não funcicona bem nem perto da antena, ontem mesmo, estava na casa de uma amiga, e não consegui instalar o Live Menseger, o donwload estava pior do que discada, para quem conseguiu instalar o ADSL - OI Velox de 1Mega, e a OI ainda não descobriu que esta funcionando bem, a conexão é bem razoavel, eu tentei solicitar um e após a visita do técnico da Nokia/Siemens, que fez vários testes com conexão a 1Mega, inclusive abrindo aquele site roxo da OI, super pesado, instantaneamente, quando deu as costas, o modem apagou e recebi uma ligação da operadora imediatamente falando que a minha linha não teria disponibilidade, fiquei furioso e resolvi exercer o meu direito, como eu tenho uma linha da livre embratel a mais de 4 anos e nunca tive problema, pedi a portabilidade da IO para o Livre embrate, pelo 10321, solicitei um aparelho por R$99,00 reais, que chegou em 3 dias, 2 dias depois eu já tinha o meu número no novo aparelho, vou testar o 3G da claro, vivo e tim, o que me atender eu vou assinar, que pena que o WiMax da Embratel ainda não esta disponivel onde eu moro, boa sorte a todos que depende da OI.

    ResponderExcluir

"Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

"Uma sociedade é livre na medida em que propicia o choque de opiniões e confronto de idéias. Desses choques e confrontos nasce a Justiça e a Verdade, garantido o progresso e auto-reforma dessa sociedade".

Stuart Mill

“A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

Barão de Montesquieu

"Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

Provérbios 12.20